Gastos do governo Alckmin com funcionalismo estão no limite, diz TCE

Por Painel

Na trave 1 Os gastos do governo Alckmin com funcionalismo superaram o nível de alerta da Lei de Responsabilidade Fiscal nos dois primeiros quadrimestres do ano –chegaram a 46,18% da receita, quando o nível de alerta é de 44,1%. A lei determina uma notificação formal pelo Tribunal de Contas.

Na trave 2 Na avaliação do TCE, com a soma de setembro e outubro, os gastos devem extrapolar também o limite prudencial, de 46,55%. Se ultrapassarem 49%, conselheiros veem motivo para reprovar as contas.

Leia a íntegra da coluna aqui.