Apesar de apetite por ministérios, PMDB defende meritocracia

Por Painel

Tchau, fisiologismo! Depois de se envolver na disputa pelo comando de mais ministérios e cargos no segundo escalão do governo do Dilma –e ter ficado com sete pastas na nova configuração da Esplanada–, o PMDB defende na versão preliminar do documento que apresentará no congresso da Fundação Ulysses Guimarães que o partido promova “a ideia de excelência no serviço público”, fortalecendo “um sistema fundado no mérito, na capacitação, no concurso público e na igualdade de oportunidades”.

Palavreado O partido também faz uma autocrítica. Reconhece que seus quadros “estão perdidos” e que, como a maioria dos políticos, estão “enxugando gelo e vendo a vaca ir para o brejo”.

RSVP Já no convite do evento, o PMDB trata 2015 como “tempo para fazer mudança” e diz que o partido precisa de protagonismo nesta fase de “transição entre o fim de um ciclo político e econômico para uma nova etapa da vida nacional”.

Ah, é? Aliados relatam irritação de Michel Temer com as declarações do prefeito Fernando Haddad de que o vice-presidente não está cumprindo um acordo que fez com o PT para a eleição em São Paulo.

Tenho dito “Quem não cumpre acordo é ele, que traiu o povo e vai acabar o mandato sem fazer nada do que prometeu na campanha”, disparou o deputado Baleia Rossi, presidente estadual do PMDB paulista.

Distância Convidados do aniversário de Lula notaram a ausência de dona Marisa na mesa em que estavam sentados o ex-presidente e Dilma.

Como está fica Depois de consultar a equipe técnica da Câmara, a cúpula da CPI do BNDES diz estar convencida de que pode manter a sessão que quebrou os sigilos da Pepper e da OPR, investigadas na Operação Acrônimo.

Última instância O PT alega que o regimento foi descumprido e pretende recorrer ao STF caso a sessão seja validada. Eduardo Cunha deu sinais a aliados de que está disposto a não anular a sessão.

Apelo José Luís de Oliveira Lima, advogado de José Dirceu no mensalão, apresentou, nesta quarta, recurso à OAB paulista para tentar reverter a decisão que cancelou o registro de advogado do ex-ministro petista.

Você não O pedido do PT para que o TSE investigue as contas do PSDB em 2014 tem um objetivo direto: fazer com que Aécio Neves fique inelegível para as próximas eleições, caso a Justiça Eleitoral decida pela cassação de Dilma Rousseff e Michel Temer.

Menos, menos Foi mal vista no Planalto a fala de Sibá Machado, líder do PT na Câmara, que disse que ia “juntar gente” para “botar pra correr” os manifestantes “vagabundos” que estão acampados na frente do Congresso pedindo o impeachment da presidente.

Vamos nessa Nesta segunda, em reunião da Frente Brasil Popular, que reúne MST, CUT e UNE, dirigentes petistas estimularam o ato contra Eduardo Cunha (PMDB-RJ) que acontecerá no dia 13, em Brasília. A expectativa é reunir 12 mil pessoas e cercar o Congresso.

No radar Com a criação do Fundo de Pobreza do governo Alckmin, há quem diga no PSDB que o secretário Floriano Pesaro (Desenvolvimento Social) volta para a lista de possíveis pré-candidatos do partido a prefeito de São Paulo.

Passando… O diretório municipal do PSDB de São Paulo fez jantar de arrecadação de fundos na noite desta segunda-feira. O governador Geraldo Alckmin foi um dos 150 convidados que pagaram R$ 1 mil no convite.

… o chapéu O objetivo da direção tucana é quitar uma dívida de cerca de R$ 150 mil.

Visita à Folha Wagner Furtado Veloso, presidente-executivo da Fundação Dom Cabral, visitou ontem a Folha, a convite do jornal, onde foi recebido em almoço. Estava acompanhado de Antônio Batista da Silva Junior, diretor-executivo de mercado, e Ricardo Siqueira Campos, diretor-executivo adjunto de relações institucionais.


TIROTEIO

Este samba resume bem: “Nosso amor que foi tecido nos teares da ilusão desbotou, ficou ruído, já não tem mais solução”.

DE CARLOS SAMPAIO (SP), líder do PSDB na Câmara, sobre a relação entre Lula e a sucessora Dilma Rousseff, citando trecho de “Antes ele do que eu”.


CONTRAPONTO

Pinga Ni Mim

reis

O deputado Sérgio Reis (PRB-SP) chegou atrasado na reunião da Comissão de Seguridade Social da Câmara que aprovou seu projeto obrigando as empresas de transporte a manterem funcionários para auxiliar idosos no embarque e desembarque. De óculos escuros, o cantor se desculpou pelo atraso.
–Foi “Pinga Ni Mim” –brincou um gaiato.
–Pinga nada. Tomei um remedinho para dormir e quem disse que acordava? Perdi até a aprovação do projeto –explicou o deputado, arrancando gargalhadas dos colegas.