Lula se irrita com omissão do Planalto para barrar convocação de Okamotto

Por Painel

Passa amanhã Lula ficou furioso ao ouvir de deputados do PT que o Palácio do Planalto foi informado na noite de quarta-feira sobre a articulação para convocar Paulo Okamotto na CPI da Petrobras na manhã seguinte, mas não atuou para impedir. Parlamentares procuraram o núcleo político do governo e recomendaram que o presidente da CPI, Hugo Motta (PMDB-PB), fosse chamado para uma reunião para discutir a liberação de emendas e cargos. A resposta foi que não havia espaço na agenda.

Piaba Motta trava uma disputa com o deputado Manoel Júnior (PMDB-PB) pela indicação do chefe da delegacia do Ministério da Pesca na Paraíba. A equipe de Michel Temer ainda não decidiu quem será o contemplado.

Tubarão O núcleo do governo, porém, entende a convocação de Okamotto como um recado de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de que voltará a fustigar o governo se Dilma vetar emendas à medida provisória do PIS/Cofins que beneficiam algumas empresas.

Como está O Planalto age para manter na administração federal os ocupantes de cargos que foram indicados por Vital do Rêgo no mandato passado de Dilma.

É vital O ex-senador e hoje ministro do TCU é visto como um dos votos decisivos do julgamento das contas da presidente, na semana que vem.

Sem dendê Petistas reclamavam nesta sexta-feira em Salvador da fala de Dilma durante o congresso do partido, toda salpicada de ajuste fiscal, mas sem nenhum tempero otimista sobre o que virá depois do sacrifício.

Axé Mesmo dentro do Planalto, a fala de Dilma não entusiasmou. Ministros destacavam principalmente o discurso de Lula e comemoraram que o ex-presidente ajudou a reagrupar a militância.

Punhos sem renda Ministros trataram como uma “trapalhada” o memorando do Itamaraty que sugeriu aumentar o sigilo de documentos internos que citam Lula –justamente no momento em que o petista está na mira.

Jogral Aliados de Temer deflagraram operação para enterrar o mal-estar com Aloizio Mercadante. Henrique Alves e Eliseu Padilha diziam em coro nesta sexta que têm “certeza” de que o titular da Casa Civil não agiu para tirar a articulação política do vice.

Profecia Na posse como secretário de Subprefeituras de SP, Luiz Antônio de Medeiros (PDT) riu ao ouvir o comentário do antecessor sobre dificuldades do cargo. “Amanhã é você que vai apanhar”, disse Ricardo Teixeira.

apode1306painell

12 anos… Entre as atribuições da pasta de Medeiros está a fiscalização do comércio na região central, onde o contrabandista Law Kin Chong tem um império.

… depois Em 2003, quando era deputado federal, Medeiros filmou Law lhe oferecendo US$ 1,5 milhão para não ser citado na CPI da Pirataria. O empresário disse à Justiça que Medeiros havia lhe cobrado US$ 3 milhões.

Agora vai? Fernando Haddad (PT) anunciou para a próxima semana o cronograma de liberação de verbas do PAC. A Folha mostrou que a cidade recebeu da União só 5% dos R$ 9 bilhões previstos.

É com eles A quase um ano das eleições, Haddad diz que a prefeitura “fez a lição de casa” ao licitar R$ 14 bilhões em obras. A escassez de repasses é queixa frequente.

Deixa matar A bancada ruralista apresentou decreto legislativo que acaba com a lista de plantas e peixes ameaçados de extinção, sob o argumento de que a proteção fere planos de manejo.

Visita à Folha Jessé Souza, presidente do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), visitou ontem a Folha, a convite do jornal, onde foi recebido em almoço. Estava acompanhado de Joyce Anselmo.


TIROTEIO

Para quem vai decidir o destino do país vale reduzir a idade, mas para os que preferem ser bandidos, não? Essa conta não fecha.

DE CAMPOS MACHADO (PTB), deputado estadual, sobre a redução da idade mínima, de 21 para 18 anos, para quem quiser se candidatar a deputado.


CONTRAPONTO

Dos melhores alambiques

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD), esteve em Araraquara na semana passada para cerimônia de um convênio para obras de saneamento. Empolgado com o dinheiro federal, o prefeito Marcelo Barbieri (PMDB) resolveu presentear o ministro com uma amostra de várias cachaças da região.
Kassab, que é abstêmio, agradeceu, mas provocou Barbieri diante de políticos de cidades vizinhas:
–Vejam como é a vida. A gente traz investimento para Araraquara e ganhamos umas garrafinhas de pinga.
A gargalhada foi geral, mas o prefeito reagiu:
–É pinga, mas é de qualidade internacional!