CGU prorroga prazos, e empreiteiras ganham tempo para fechar acordos

Por Painel

Última chamada A CGU (Controladoria-Geral da União) prorrogará por mais seis meses os processos de responsabilização contra cinco empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato. O novo prazo será dado porque o órgão não concluiu a investigação contra UTC, Queiroz Galvão, Iesa, Camargo Correa e Mendes Junior —que ainda nem foram notificadas a apresentar defesa. Com a extensão da investigação, as construtoras ganham tempo para decidir se fazem um acordo de leniência com o governo.

Flexível A CGU não pretende usar os 180 dias do novo prazo para concluir a investigação. A previsão é que ela seja finalizada em dois meses. As empresas devem ser notificadas nas próximas semanas a apresentar suas defesas.

Comunhão… Além da cobertura em que mora de frente para a praia da Barra da Tijuca, no Rio, o lobista Fernando Baiano —apontado como operador do PMDB no esquema da Petrobras— possui outro apartamento, mais modesto, no condomínio.

… de bens Situado no 16º andar do bloco 6, o apartamento foi comprado em 2010, e está em nome de Fátima Bernardo Duarte, apontada pelo Ministério Público Federal como companheira de Baiano. Valor aproximado da compra: R$ 2,2 milhões.

SwissLeaks Membros da PGR (Procuradoria-Geral da República) viajam nesta semana para a Suíça. A Justiça suíça liberou acesso do Ministério Público aos dados das contas de brasileiros na investigação do HSBC.

Do cofre Além de processo contra Renan Calheiros (PMDB-AL), o ministro Edson Fachin também vai “herdar” a relatoria do inquérito 2.474, que apura as origens do dinheiro do mensalão. Investigação da PF de 2011 apontava como o dinheiro do Banco do Brasil alimentou o esquema.

Sem toga O STF vai esticar o feriadão para a semana toda. Não haverá sessão plenária, mas as turmas realizam reuniões nesta terça-feira. O presidente, ministro Ricardo Lewandowski, viajou para a Rússia, onde assina acordos de cooperação para o CNJ. (leia Erramos referente a esta nota aqui)

Timing Em meio ao escândalo de corrupção na Fifa, os perfis da TV Brasil na rede destacavam, no fim da semana passada, acompanhada de foto da CBF: “Sua TV pública vai transmitir o Mundial [de Futebol] Sub-20”.

Mão… Aliados de Alckmin dizem que a turbulência na eleição para a presidência do diretório paulistano do PSDB deve reforçar a necessidade de que o diretório estadual continue com um nome próximo do governador.

… firme O tucano deve iniciar conversas sobre o tema nesta semana. Aliados defendem que Edson Aparecido, secretário da Casa Civil, assuma posto na Executiva.

Abstenção Apoiador da candidatura de Mario Covas Neto no diretório municipal tucano, José Serra não votou. A ausência foi lida como sinal de que o senador não quis se associar a uma esperada derrota de Zuzinha.

Que tal? Pouco antes da votação, Fabio Lepique procurou Zuzinha e propôs acordo em que desistiria da disputa se ficasse com a secretaria-geral. O vereador rejeitou.

Mentor O acordo para levar PDT e PR para a gestão Haddad foi selado com reunião no Instituto Lula e patrocinado pelo ex-presidente.

Cabe mais O articulador político de Haddad, Alexandre Padilha, agora costura a entrada do PV. A ampliação da aliança gera reclamações do PT, que vai perder espaço com a chegada das siglas.

apode0106paineel

‌Dízimo O senador Magno Malta (PR-ES) levou o pastor Silas Malafaia aos gabinetes de líderes do Senado na última semana para pedir que a Casa não derrubasse a emenda de uma das medidas do ajuste fiscal. O texto incluía benefícios tributários para igrejas evangélicas.


TIROTEIO

Campos Machado falou em apropriação indébita, mas o crime caso saísse essa fusão seria estelionato eleitoral mesmo.

DE RONALDO CAIADO (GO), líder do DEM no Senado, comemorando o fracasso das negociações para a fusão de seu partido com o PTB.


CONTRAPONTO

Questão de idade

Na entrevista que concedeu a um jornal mexicano na semana passada, a presidente Dilma Rousseff falava sobre as afinidades literárias que mantém com o governador Fernando Pimentel (MG), seu companheiro de militância durante a ditadura, quando resolveu esclarecer:

— Eu conheci o Pimentel ele tinha 17 anos, eu acho que eu tinha 19 —, afirmou, para completar:

— Ele sempre disse que eu tinha quatro anos a mais que ele, mas é mentira, eu tinha só dois. Ele fala isso: eu sou muito mais novo que ela, tenho quatro anos menos. Mentira, mentira.

Dilma nasceu em 1947, Pimentel nasceu em 1951.