Perícia da PF conclui que mulher em vídeo não é a cunhada de Vaccari

Por Painel

Casos de família Peritos da Polícia Federal concluíram que não é a cunhada de João Vaccari Neto, Marice, quem aparece em vídeos fazendo depósitos à mulher do ex-tesoureiro do PT, mas, sim, a própria Giselda. A versão do Ministério Público de que era Marice quem aparecia em imagens de câmeras de duas agências bancárias foi usada pelo juiz Sérgio Moro para prorrogar a prisão preventiva da cunhada de Vaccari. Ela foi solta depois de sua defesa levantar dúvida sobre a versão da Procuradoria.

Óculos Ao identificar Marice nas imagens, o Ministério Público a acusou de ter mentido em depoimento ao negar ter feito depósitos à irmã. Moro escreveu que não havia margem para dúvidas de que era a cunhada no vídeo.

Lupa O laudo, assinado pelo grupo de perícias em equipamentos audiovisuais da PF em Curitiba, foi encaminhado à força-tarefa da Operação Lava Jato.

Vale-tudo A CPI da Petrobras vai iniciar acareações entre delatores e acusados de corrupção na estatal em junho, após os depoimentos de empreiteiros. “Vai ser o nosso UFC”, diz um deputado.

Canteiros… Reunião da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) nesta terça-feira em Brasília reuniu 114 empresários responsáveis pelas obras do Minha Casa Minha Vida para discutir os cortes do Orçamento.

… parados O setor decidiu apresentar uma pauta para o governo equacionar pendências em pagamentos e garantir a continuidade das obras. Sem isso, ameaça promover demissões em equipes e a paralisação de projetos.

Não tinha teto Em 2015, o Ministério das Cidades, sob comando de Gilberto Kassab, não assinou nenhuma nova contratação para o programa habitacional que foi uma das vitrines da campanha de Dilma Rousseff à reeleição.

E eu? Outro inconformado com os cortes é Fernando Haddad. A aliados, o prefeito lembrou que o valor inicial de verbas do PAC prometido para São Paulo era ainda maior que os R$ 8 bilhões cuja liberação o Planalto segura.

Aval Rui Falcão, presidente nacional do PT, decidiu assinar a representação da sigla à Justiça Eleitoral pedindo o mandato da senadora Marta Suplicy (SP). Inicialmente ele era contra entrar com a ação.

Chapa quente Michel Temer se irritou com a demora da Casa Civil em liberar as nomeações para facilitar as votações no Congresso. Presidente interino, ele chamou a área jurídica do Planalto para saber o que paralisou a partilha dos cargos.

Funil Temer telefonou para ministros em cujas pastas há cargos represados e a maioria disse já ter assinado as nomeações e responsabilizou a Casa Civil pela demora.

Redução… Aécio Neves impediu que o PSDB da Câmara fechasse questão a favor do distritão. A saída no “muro” foi a liberação de voto pelo líder Carlos Sampaio (SP).

… de danos A previsão inicial era que haveria 41 votos no PSDB a favor do distritão, rejeitado pelo plenário. No placar final, 21 tucanos chancelaram a proposta de Temer e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e 28 foram contra.

Adeus 1 Apesar do compromisso de aprovarem o ajuste fiscal, senadores do PT já preparam desembarque em massa do projeto de Joaquim Levy (Fazenda) assim que os projetos passarem.

Adeus 2 Em reunião nesta terça-feira, petistas destacaram que o ministro “exerce um papel muito específico, mas não deve ser uma peça definitiva dessa gestão”.

APODE2705PAINEL

Galã Romero Jucá (PMDB-RR) provocou o líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), em reunião nesta terça: “O Delcídio quer ganhar as votações na base da beleza, mas não é assim! Tem que negociar!”.

 


TIROTEIO

Depois de terceirizar a economia e a política, Dilma terceirizou sua fala a um tradutor de internet, tamanha foi a confusão de ideias.

DO SENADOR JOSÉ AGRIPINO (DEM-RN), presidente nacional do partido, sobre gafes da presidente Dilma Rousseff em entrevista a um veículo mexicano.


CONTRAPONTO

A reforma política de Arraes

Governador de Pernambuco por três mandatos, Miguel Arraes (PSB) costumava brincar com sua longevidade. Em 1998, no fim de seu terceiro período no governo, discutia seu destino político, aos 81 anos. Em uma entrevista para um programa de rádio, um jornalista o provocou:

 —Em vez da reeleição, por que não tenta o Senado?

Sem pestanejar, Arraes rebateu:

 —O Senado é uma casa de velhos!

O radialista, então, concluiu que o governador seria candidato à reeleição.

 —Não sei ainda. Vou consultar mamãe  —disse Arraes, cuja mãe, Maria Benigna, contava 101 anos.