Haddad aciona Alckmin e Pezão para tentar adiar pagamento de precatórios

Por Painel

Unidos venceremos O prefeito Fernando Haddad (PT-SP) acionou os governadores Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ) para que preparem juntos a proposta de emenda à Constituição estabelecendo um teto para o pagamento de dívidas de Estados e municípios com precatórios. A medida é resposta à decisão do Supremo que obriga a quitação das dívidas em cinco anos. A proposta é destinar no máximo 3% de receita de governos e prefeituras para pagar precatórios.

Sempre eles 1 Quando a proposta conjunta, que envolve também a Frente Nacional de Prefeitos, estiver fechada, será debatida com Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Renan Calheiros (PMDB-AL).

Sempre eles 2 Os presidentes da Câmara e do Senado têm se mostrado favoráveis a uma saída que não inviabilize os investimentos de Estados e municípios.

Inviável O governo federal também considera inevitável uma nova emenda para regulamentar os precatórios depois que o STF decidiu pela quitação do estoque até 2020.

Perfil A experiência com esse tipo de questão sensível ao setor público é um fator que o governo leva em conta na análise dos nomes cotados para a vaga aberta há oito meses no Supremo.

APODE0104PAINEL

Que trazes? De um peemedebista diante da aflição de Henrique Alves, cuja ida para o Ministério do Turismo encruou: O coitado vai passar a Páscoa procurando ovinhos que a Dilma escondeu.

Que tal… O relator do projeto de lei sobre terceirização, Arthur Maia (SDD-BA), chegou a um acordo com parte das centrais sindicais para a votação da medida.

… assim? A sigla vai apresentar emenda para que os trabalhadores de empresas terceirizadas da mesma atividade da contratante sejam representados pelo sindicato desta. CUT e CTB são contra.

Tête-à-tête Eliziane Gama (PPS-MA) vai propor acareação na CPI da Petrobras entre Glauco Legatti e Shinko Nakandakari, operador que acusou o ex-gerente da refinaria Abreu e Lima de ter recebido R$ 400 mil em propina, o que ele negou.

8 ou 80 Se o encontro acontecer, deputados avaliam que ou Legatti deixa a CPI preso, por ter mentido sob juramento, ou cai a delação de Nakandakari, por não ter dito a verdade na delação à força-tarefa da Lava Jato.

Novo front A comissão que discute a revisão da lei de licitações quer convidar executivos que fizeram delação premiada para depor.

Mapa da mina A ideia é que os empresários denunciem brechas na norma atual que possam ter permitido superfaturamento em contratos firmados com a estatal.

Aqui, não Auditores fiscais prometem cruzar os braços na semana que vem em resposta à aprovação do relatório da medida provisória 660, que compartilha com analistas fiscais parte das atribuições que hoje são próprias da carreira.

Céu é o limite “É um trem da alegria. Além de um gasto extra de R$ 2 bilhões ao ano, se os vencimentos também forem igualados, desestabiliza a Receita Federal e compromete o ajuste”, diz Claudio Damasceno, presidente do Sindifisco.

Visita à Folha Claudia Sender, presidente da TAM Linhas Aéreas, visitou ontem a Folha, a convite do jornal, onde foi recebida em almoço. Estava acompanhada de Gislaine Rossetti, diretora de Relações Institucionais, Carlos Henrique Ramos, gerente de Relações com a Mídia e Adriana Stadella, assessora.


TIROTEIO

É triste que, no dia do golpe que rasgou nossa Constituição, a comissão de Justiça abra espaço para fragilizar um direito individual.

DA DEPUTADA MARIA DO ROSÁRIO (PT-RS), sobre decisão da CCJ da Câmara de considerar constitucional proposta de reduzir a maioridade penal para 16 anos.


CONTRAPONTO

Cada um na sua

Na semana passada, o líder do governo no Congresso, senador José Pimentel (PT-CE), apresentou proposta de audiências públicas para as medidas provisórias sobre benefícios trabalhistas e previdenciários. Para falar em nome do governo, seriam chamados ministros da área econômica e social —mas não Joaquim Levy, da Fazenda. Questionado por outros parlamentares, ele explicou:

—Ele cuida do Tesouro. É lógico que só vai dizer não, não e não, como é próprio da função!

Com o entendimento dos colegas, completou:

—A ideia é chamar os outros para conseguir o sim!