Vaga no STF opõe Renan e Cardozo; Dilma deve indicar nome esta semana

Por Painel

Tateando no escuro O preferido de Renan Calheiros (PMDB-AL) para a vaga aberta há oito meses no STF (Supremo Tribunal Federal) é o presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Marcus Vinicius Coelho. No Ministério da Justiça, encabeçam a lista para a vaga os advogados Heleno Torres e Luiz Fachin. O drama de Dilma Rousseff é que o presidente do Senado ameaça boicotar qualquer nome que seja enviado para análise da Casa com a chancela do ministro José Eduardo Cardozo.

Plural Consultado por Dilma sobre a vaga, o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, evitou apontar um único nome. Apresentou cinco: Torres, Fachin, o vice-procurador-geral eleitoral, Eugenio Aragão, e os ministros do STJ Benedito Gonçalves e Luis Felipe Salomão.

Passa a régua Salomão é querido por muitos senadores e ministros do STF, mas é o candidato de Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O Planalto avalia que, se escolhê-lo, no dia seguinte o presidente da Câmara aprovará a PEC da Bengala em segundo turno.

Sinais Dilma pretendia indicar o novo integrante da corte na semana passada, mas pisou no freio para não passar a impressão de que reagia à ameaça do PMDB de fixar prazo para as indicações de membros de tribunais.

Criptonita 1 A oposição vai cobrar do TCU e da Receita Federal se houve avanços na investigação do pagamento de R$ 24 milhões para a empresa Focal Confecção e Comunicação Visual, segundo maior fornecedor da campanha de Dilma em 2014.

Criptonita 2 A empresa tem como sócio Elias Silva de Mattos, que até 2014 dizia ser motorista e receber R$ 2.000 por mês. Para o PSDB, a investigação sobre a Focal pode comprometer o novo titular da Secom, Edinho Silva, que foi tesoureiro da campanha.

De cátedra A escolha de Renato Janine para o Ministério da Educação obedeceu à lógica de que era necessário um nome que pairasse acima das disputas partidárias.

Lattes Para demonstrar que se buscou um gestor para a pasta, o Planalto fez questão de destacar a passagem de Janine pelas diretorias da Capes, do CNPq e da SBPC.

Tiro, porrada… Dirigentes do PT preparam um pacote de reclamações contra a atuação do governo federal para apresentar a Lula em reunião do partido nesta segunda-feira, em São Paulo.

APODE2903PAINEL
‌… e bomba O ex-presidente tem dito que separa os problemas do PT dos de Dilma —e a sigla deveria resolver suas questões “por si só”.

Em casa Petistas vão dizer que Dilma não faz acenos à base e Lula deveria ponderar que ela precisa do partido para reconquistar a juventude e os movimentos sociais.

Enquete Antes de reunir o diretório nacional do partido, em 16 e 17 de abril, a cúpula do PT quer tirar a temperatura dos dirigentes sobre a permanência do tesoureiro João Vaccari Neto no cargo.

Aí sim Caso fique claro que os pedidos para o afastamento de Vaccari serão muitos, o tesoureiro pode decidir deixar o posto antes de sofrer uma derrota interna.

Precursora 1 Relatores e presidentes das comissões que vão discutir as medidas provisórias do ajuste fiscal se reúnem com membros da equipe econômica para saber as margens de negociação.

Precursora 2 Parlamentares veem margem para corrigir “distorções”. Um exemplo são os dois anos de casamento exigidos para concessão de pensão por morte. O prazo poderia cair se o casal tiver um filho antes.


TIROTEIO

Se fosse coerente, o PMDB defenderia fusão de Turismo e sacrificaria Henrique. Mas ali vale o ‘faça o que eu digo, não o que faço’.

DE CHICO ALENCAR (PSOL-RJ), deputado federal, sobre a pasta prometida ao ex-presidente da Câmara, que foi separada do Esporte em 2003, por Lula.


CONTRAPONTO

Praga internacional

O vereador de Manaus (AM) Alvaro Campelo (PP) fez uma viagem internacional e, num restaurante, arranhou seu espanhol. Depois do jantar com a família, quis pagar a conta pelo valor nominal, sem incluir o serviço.
A garçonete insistiu várias vezes:
–La propina, la propina.
O vereador, que não sabia que ‘propina’, em castelhano, é sinônimo de gorjeta, custou a entender a insistência da atendente e disse para a mulher:
–É o fim! No Brasil só se fala em propina e petrolão. Aqui é pior: a moça nos atende mal e pede propina!