PF cumpre mandado de prisão contra empreiteiro

Por Vera Magalhães

A Polícia Feseral cumpre na manhã desta sexta-feira (27) dois mandados de prisão relativos à Operação Lava Jato.

Um deles, em São Paulo, é contra o principal acionista da Galvão Engenharia, Dario de Queiroz Galvão Filho. Ele teve a prisão preventiva decretada com base no depoimento de Shinko Nakandakari, operador do esquema que fez delação premiada.

Nakandakari foi mencionado pela primeira vez como operador justamente por Erton Medeiros Fonseca, diretor da Galvão Engenharia preso desde novembro em Curitiba.

O segundo mandado de prisão desta sexta-feira é no Rio de Janeiro, mas a PF ainda não informou contra quem é destinado.