Presidente do PT cita queda de Allende para pedir apoio da sigla ao governo

Por Painel

É coisa nossa O presidente do PT, Rui Falcão, citou a queda de Salvador Allende no Chile, em 1973, para pedir na noite de segunda-feira apoio do partido a Dilma Rousseff. “Como diziam os chilenos pré-queda do Allende: ‘É um governo de merda, mas é o meu governo'”, discursou. Em seguida, emendou: “[O governo] não é de merda, mas é o nosso governo, e temos de defendê-lo”. Na reunião, com cerca de 150 pessoas, o PT decidiu apoiar ato da CUT no dia 31 em defesa da democracia e da Petrobras.

Contexto Em 1973, meses antes do golpe do general Augusto Pinochet no Chile, um cartaz ficou famoso numa passeata pró-Allende com os dizeres: “Este é um governo de merda. Mas é o meu governo, merda!”

Saia-justa O prefeito de Bragança Paulista, Fernão Dias, fez o discurso mais duro da reunião. Disse que apoiou os condenados no mensalão, mas que “não dá mais para defender José Dirceu” depois que sua consultoria recebeu R$ 29,3 milhões em oito anos.

Catarse Outras 28 pessoas se inscreveram para falar e a sessão virou uma grande plenária. Muita gente não conseguiu entrar no auditório superlotado em São Paulo.

Pode vir Luiza Erundina (SP), cuja reação à filiação de Marta Suplicy preocupava a direção do PSB, diz que a senadora será “bem-vinda”. “Marta é um bom quadro, com experiência no Executivo e no Legislativo. Recebê-la vai ser bom para o partido.”

APODE2503PAINEL

Versão light Sobre as críticas da ex-ministra ao PT e a Dilma, a deputada é cautelosa. “Quando saí do PT, não saí batendo. Mas se ela acha que o modo como está fazendo é o melhor, respeito.”

Humilde Em reunião com jovens do MST e da CUT, Miguel Rossetto (Secretaria-Geral) pediu desculpas e disse que o governo “errou” ao não informar as alterações no Fies. “Geramos preocupação e tensão desnecessárias.”

Voo… O Palácio do Planalto torce o nariz para a postura “individualista” de Joaquim Levy (Fazenda) na negociação política do ajuste fiscal e de questões como a renegociação da dívida de Estados e municípios.

… solo O encontro do titular da Fazenda com a cúpula do PMDB no Palácio do Jaburu, segunda-feira à noite, pegou palacianos de surpresa.

Quase lá O ex-deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB) deve ser anunciado ainda nesta semana como novo ministro do Turismo.

Lobby Auxiliares de Dilma contrários a ampliar o espaço do PMDB no governo trabalham contra a ida de Gabriel Chalita para o MEC. Alegam que o secretário de Fernando Haddad é “criacionista” e defendem a nomeação de um reitor para a vaga.

Afago A cerimônia no palácio ao lado dos líderes da Câmara para apresentar a medida provisória do reajuste das aposentadorias foi uma concessão aos deputados.

Insistente Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), autor da emenda que estendia aos aposentados a regra do reajuste do salário mínimo, diz que vai reapresentar o texto na discussão da MP.

Cisão O novo depoimento do executivo Julio Camargo na Lava Jato preocupa tucanos. Eles acham que, se a fala comprometer o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ), pode dificultar a aliança com o PMDB na CPI da Petrobras.

Visita à Folha Antônio César Bochenek, presidente da Ajufe (Associação dos Juízes Federais), visitou ontem a Folha. Estava com Fernando Marcelo Mendes, vice-presidente, e Samuel Figueiredo, assessor de imprensa.


TIROTEIO

Como apoiar um pacote anticorrupção se o PT mantém Vaccari no cargo? Como votar um ajuste se o governo não corta ministérios?

DE CARLOS SAMPAIO (SP), líder do PSDB na Câmara, sobre contradições que atrapalham pedido de apoio da sigla a medidas feito pelo vice Michel Temer.


CONTRAPONTO

Do tempo da polaroid

Ao chegar com certo atraso a um evento em que seria homenageado pela Fundação Conselho Espanha-Brasil, na semana passada, o ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) recebeu pedidos de fotógrafos e cinegrafistas para que posasse com o prêmio nas mãos e ao lado das autoridades presentes.
Após sucessivos flashes –e sem sinal de o almoço ser servido– afirmou:
— Tenho saudades da época do Kodak… –disse em tom nostálgico. Logo em seguida emendou:
— Vocês tiravam menos fotos!