Próximas diligências e colheita de provas contra políticos serão sigilosas

Por Painel

Fecham-se as cortinas Depois da decisão de quebrar os sigilos de todas as petições e decisões contra políticos acusados de envolvimento nos desvios da Petrobras, Rodrigo Janot e Teori Zavascki acertaram que a nova fase das investigações será sigilosa. O procurador-geral da República e o relator no STF pedirão diligências e requisitarão ao juiz Sérgio Moro provas já colhidas para embasar os inquéritos. Esse material ficará todo protegido por segredo de Justiça, para evitar prejuízos ao avanço da apuração.

Acendem-se… A presença de Renan Calheiros (PMDB-AL) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ) entre os investigados deve “puxar” da 2ª Turma para o plenário do STF as decisões sobre os inquéritos a que os dois devem responder.

… os refletores Juntamente com eles, os demais investigados nos mesmos procedimentos também “sobem” para o pleno da corte, com transmissão ao vivo pela TV Justiça, diferentemente do que ocorre nas turmas.

Pesos Quando passou para as turmas as ações penais, o STF manteve no plenário julgamentos contra presidente e vice da República e presidentes do Legislativo. A Câmara entrou com ação de inconstitucionalidade contra a exceção, ainda não julgada.

Não cola 1 Integrantes do Supremo acham muito difícil prevalecer na corte um entendimento de que doações legais podem levar a condenações de parlamentares.

Não cola 2 Se não ficar provado que o beneficiado conhecia a origem ilícita dos recursos, a tendência deve ser a absolvição de quem for investigado por essa acusação.

Desce Da mesma forma, ministros consideram “matéria vencida” a discussão sobre manter no STF pessoas que não têm foro privilegiado.

Com ele Os políticos nessa situação que Janot enviou ao Supremo por indícios de formação de quadrilha com parlamentares devem ir para as mãos de Sérgio Moro.

Alta tensão Senadores da bancada do PT que tentaram falar com a colega Gleisi Hoffmann (PR) nos dias após a divulgação da lista de Janot não conseguiram. O estado emocional da ex-ministra da Casa Civil preocupa a bancada.

apode0903paineel

‌Abestado nada Do deputado Tiririca (PR-SP), em sua conta no Twitter, diante da profusão de nomes de parlamentares na lista de Janot: “Ainda bem que eu lavo meu carro em casa mesmo, não vou ao lava-jato”.

Alcunha Na petição em que pede abertura de inquérito contra Lindbergh Farias (PT-RJ), o procurador-geral anexa planilha apreendida na empreiteira Queiroz Galvão em que o senador é chamado de “Lindinho” e o governador do Rio, Luiz Pezão, de “Pé Grande”.

Vem pra… Aécio Neves convocou reunião da Executiva Nacional do PSDB quarta-feira para definir posição oficial sobre as manifestações previstas para o dia 15, que
têm como mote o impeachment de Dilma Rousseff.

… rua? O senador, derrotado pela presidente em 2014, não deve participar dos atos, mas o partido vai liberar seus líderes a ir. O discurso deve ser de investigar o governo e fazer oposição sem dar corda o impedimento.

Café frio 1 Coube ao ex-deputado petista Sigmaringa Seixas (DF) e ao deputado Raul Jungmann (PPS-PE) serem emissários da proposta de pacto entre governo e oposição para serenar a crise.

Café frio 2 Os dois procuraram Fernando Henrique Cardoso em seu instituto, mas o ex-presidente não deu seguimento à articulação.


TIROTEIO

Em 2014 usaram essas acusações falsas para promover um estelionato eleitoral no Mato Grosso do Sul. Nada como o tempo. Eu voltei!

DE DELCÍDIO AMARAL (PT-MS), senador, que teve as citações na Lava Jato arquivadas por Rodrigo Janot por insuficiência de indícios para abrir inquérito.


CONTRAPONTO

Ultramaratona

Na semana passada, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) foi chamado às pressas para participar de uma sessão da Comissão de Meio Ambiente, Fiscalização e Controle.
Ao ver o colega chegar ofegante à sala onde acontecia a reunião, Flexa Ribeiro (PSDB-PA) brincou:
–Fizeram V.Exa vir correndo… E vê-se que não tem preparo físico para isso!
Com o líder do PSDB ainda se recuperando, o colega de comissão finalizou:
–É bom V.Exa. treinar, porque vamos ter de correr muito nesta legislatura.