Dilma começará pela Bahia série de viagens para retomar popularidade

Por Painel

Gastar sola de sapato Dilma Rousseff inicia na próxima quarta-feira o programa de viagens para tentar recobrar a popularidade perdida em seus dois primeiros meses do segundo mandato. A presidente vai a Feira de Santana (BA), onde inaugura um grande conjunto habitacional do Minha Casa Minha Vida. A decisão de começar pelo Nordeste, reduto eleitoral da petista nas duas eleições, se deveu à queda brusca na avaliação na região, de 53% de ótimo e bom para 19% em fevereiro, segundo o Datafolha.

Fitness 1 Na entrevista que concedeu nesta sexta como parte do esforço de boas notícias, Dilma atribuiu à ginástica a silhueta mais esbelta, além da dieta Ravenna.

Fitness 2 A rotina da presidente inclui caminhadas de 30 minutos e sessões de musculação na academia montada no Palácio da Alvorada, em dias alternados. Ela se exercita de 3 a 5 vezes por semana.

Na rede Depois da polêmica das reuniões de José Eduardo Cardozo (Justiça) com advogados da Lava Jato, os ministros receberam ordem da Presidência para seguir com rigor a Lei de Acesso à Informação, com divulgação total de suas agendas.

Jorrando… Apesar da previsão de que a ligação da bacia do Paraíba do Sul ao Cantareira vai gerar vazão de 5 mil litros de água por segundo, o governo paulista calcula que pode contar com o dobro para recuperar o sistema.

… otimismo Isso porque a regulamentação fala em média anual da retirada de água, mas o governo prevê usá-la apenas nos meses de estiagem. A obra deve ficar pronta no inverno de 2016.

apode2102painell

‌Casta Do vereador Andrea Matarazzo (PSDB), sobre a visita do primo Eduardo Suplicy, secretário paulistano de Direitos Humanos, a áreas alagadas na capital: “Ele de barco, empurrado por funcionários da prefeitura, parecia um marajá indiano fiscalizando suas propriedades”.

Meio… Michel Temer convidou Joaquim Levy (Fazenda) para um jantar no Palácio do Jaburu na próxima segunda-feira para debater as medidas de ajuste fiscal com líderes e ministros do PMDB. O vice fez a proposta esta semana a Dilma, que concordou.

… de campo Levy deve apresentar as razões e detalhes das medidas trabalhistas e previdenciárias a Renan Calheiros (AL), Eduardo Cunha (RJ) e aos líderes peemedebistas na Câmara e no Senado, em um esforço para tentar ver os projetos aprovados no Congresso.

Sem… Apesar de suas ligações com o PT e de apelos do governo, a CUT se mantém inflexível na oposição às mudanças nos benefícios trabalhistas e previdenciário.

… refresco “Os trabalhadores não vão pagar por um ajuste com seus benefícios previdenciários. A CUT não vai aceitar isso”, diz Vagner Freitas, presidente da central.

Culatra Dirigentes petistas da corrente Construindo um Novo Brasil reunidos nesta sexta criticaram a entrevista em que Paulo Okamotto, do Instituto Lula, admite ter recebido empreiteiras envolvidas na Lava Jato. Entrevista desastrada e desnecessária, disse um petista.

Incisivo Os integrantes da CNB mostraram preocupação com a situação política “complicada” que o governo Dilma enfrenta, mas identificaram que é possível sair das cordas. A receita seria um discurso mais agressivo contra a oposição tal qual a presidente adotou ontem.

Visita à Folha O senador José Serra (PSDB-SP) visitou ontem a Folha, onde foi recebido em almoço. Estava acompanhado de Tiago Pariz, assessor de imprensa.


TIROTEIO

Okamotto fala por ele, por Lula e pelo PT ao revelar a cultura de comprar facilidades. E explica por que foram alvo dessa romaria.

DO DEPUTADO RUBENS BUENO (PPS-PR), líder da bancada, sobre entrevista em que Paulo Okamotto admite reuniões dele e de Lula com alvos da Lava Jato.


CONTRAPONTO

Cafeocracia alemã

Durante coletiva de imprensa em sua visita a Brasília, há pouco mais de uma semana, o ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, foi questionado sobre a possibilidade de ampliar o comércio com o Brasil na área agrícola o país europeu é um dos principais importadores do café brasileiro.

—É uma área onde pode haver maior cooperação —reconheceu o alemão.

Logo em seguida, no entanto, acrescentou:

—Mas acredito que posso dizer isso: não posso consumir mais café do que consumo!