Dilma quer diretoria da Petrobras com nomes da estatal e do mercado

Por Painel

Reconstrução total O governo trabalha com a ideia de montar uma diretoria “mista” na Petrobras, que reúna funcionários de carreira da empresa e nomes do mercado. Nesta quarta-feira, o Planalto rejeitava a possibilidade de que um presidente interino fosse empossado no lugar de Graça Foster até o fim do mês, como defendiam alguns conselheiros de Dilma Rousseff. A petista deve bater o martelo no nome definitivo e submetê-lo ao conselho de administração da estatal já nesta sexta-feira.

Adviser Graça Foster deve participar da transição apontando, na empresa, quais os gerentes e funcionários que não têm digitais na Operação Lava Jato e podem assumir as diretorias mais técnicas, uma vez que seu sucessor será “forasteiro” e não sabe quem é quem na estatal.

Preferências Murilo Ferreira, da Vale, conta com a simpatia do ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil). Já Nildemar Secches, ex-Perdigão, é considerado um bom nome por setores do PMDB.

Segurança O ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, que sempre conta com o lobby favorável de Lula, é considerado uma possibilidade caso outros não aceitem a empreitada. Mas Dilma ainda não está convencida dessa opção.

Tese Michel Temer conversou longamente ontem com Miro Teixeira (Pros-RJ) para rascunhar propostas para a reforma política. O vice defendeu a adoção do “distritão”, em que os candidatos mais votados são eleitos para cargos parlamentares.

Caça às bruxas Foi tensa a reunião na casa de Renan Calheiros (PMDB-AL) na terça. Peemedebistas acusaram petistas de traição na eleição do Senado e ameaçaram tirar cargos do PT na Mesa.

Vizinha A primeira senadora a assinar o apoiamento ao projeto do tucano José Serra (SP) que impõe limite de endividamento para a União foi a petista Marta Suplicy.

Folhinha A bancada do PSDB na Assembleia paulista marcou para quarta-feira a definição de sua indicação para a disputa da presidência da Casa, como pleiteava Fernando Capez. Seus rivais preferiam que a escolha ficasse para depois do Carnaval.

Dossiê 1 Um time de jornalistas da revista britânica “The Economist” está em Brasília para uma série de entrevistas na Esplanada dos Ministérios esta semana.

Dossiê 2 O colunista e repórter especial Michael Reid, ex-editor para as Américas, Richard Davies, editor de economia, e o correspondente Jan Piotrowski têm conversas marcadas com Eduardo Braga (Minas e Energia), Kátia Abreu (Agricultura) e outros integrantes da Esplanada. O grupo quer falar também com Joaquim Levy (Fazenda).

Timing Ministros lamentaram o momento da incursão, justamente na semana de derrota no Congresso e renúncia coletiva na Petrobras.

Voar, voar Jaques Wagner ficou exultante com o primeiro voo feito pelo jato militar KC-390, da Embraer, na terça-feira. Ontem, andava pelo Ministério da Defesa sorrindo de orelha a orelha.

Bandeira branca Para acalmar o PMDB, Gilberto Kassab (Cidades) tem dito que topa assinar o projeto de lei que a sigla pretende apresentar para dificultar a fusão de partidos —e consequentemente frear a criação do PL, idealizado pelo ministro.

Porta-voz A aliados Kassab atribui a ação do PMDB contra o PL a um gesto de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para agradar DEM e PSDB.

Devagar… A prefeitura paulistana costurou acordo com vereadores para alterar, na segunda votação, o projeto de lei que institui multa para desperdício de água.

… e sempre O texto final deve receber emendas para retornar ao que previa o Executivo, com notificação antes da primeira multa e valor de R$ 1.000 só para reincidentes.


TIROTEIO

O fim do financiamento empresarial para partidos e campanhas não é um tema do governo, mas da democracia e da sociedade.

DO MINISTRO MIGUEL ROSSETTO (SECRETARIA-GERAL), sobre a discussão da reforma política, em contraste com posições de Eduardo Cunha (PMDB-RJ).


CONTRAPONTO

Onde está Wally

apode0502paineel

Em sua posse como secretário paulistano de Direitos Humanos, Eduardo Suplicy fugiu do habitual: falou por menos de 20 minutos e não citou a renda básica de cidadania. O petista, entretanto, manteve a tradição ao agradecer a familiares. Em meio aos cumprimentos, travou:

—Estou procurando onde está o Supla!

Sentado ao fundo, de chapéu e óculos escuros, o cantor sorriu em direção ao pai, que ficou aliviado.

—Ah, está ali atrás. De repente ele tinha sumido!