Para mostrar autonomia, Chinaglia tira regulação da mídia de plataforma

Por Painel

Remoto controle Em mais um movimento para demonstrar autonomia em relação ao Palácio do Planalto, Arlindo Chinaglia (PT-SP) deve deixar a defesa da regulação da mídia fora de sua plataforma de campanha para a presidência da Câmara. A proposta foi criticada por Eduardo Cunha (PMDB-RJ), adversário do petista, que disse que não aceita “nem discutir o assunto”. Chinaglia vai defender reformas como a tributária e a política, mas não pretende entrar na polêmica dos meios de comunicação.

Nivelou O programa do petista incorpora demandas antigas da Câmara, que também são defendidas por rivais. Promete ainda a construção do Anexo 5 e a equiparação de salários de deputados com ministros do Supremo.

Fiel O ex-presidenciável Pastor Everaldo, do PSC, tem viajado com Cunha a alguns Estados para promover a candidatura do peemedebista, com quem tem laços antigos.

Minguado Apesar do apoio do PSDB a sua candidatura à presidência da Câmara, Julio Delgado (PSB-MG) deve ter uma recepção tímida da bancada paulista nesta terça. Seu rival peemedebista foi recebido por sete tucanos em São Paulo em dezembro.

Fantasmas Joaquim Levy (Fazenda) ficou espantado com perguntas sobre um possível congelamento da caderneta de poupança, durante conversa pelo Facebook na sexta-feira. A amigos disse que a medida está “totalmente fora” da pauta do governo.

Seguro Paulo Caffarelli, secretário-executivo da Fazenda na gestão Guido Mantega, já foi substituído do posto de número dois do ministério, mas continuará como adjunto até que seu destino no governo seja definido. Ele é cotado para comandar o Banco do Brasil ou o BNDES.

Terra firme Análise preliminar do Ministério do Turismo apontou que a recente expansão do setor hoteleiro do Rio será suficiente para a demanda da Olimpíada.

#SomosRio O ministério fará um esforço de propaganda e de organização de eventos para tentar incentivar viagens para vários destinos do país durante o período dos jogos. A ideia é criar uma agenda que apresente 2016 como o “ano olímpico brasileiro”.

Fora… O cerimonial da posse de Juca Ferreira (Cultura) esqueceu de anunciar a presença de Pepe Vargas (Relações Institucionais), que aguardava nos bastidores para entrar no auditório. Irritado, o ministro foi embora.

… do eixo Servidores da pasta correram atrás de Pepe na saída para convencê-lo a voltar. O ministro recusou e deixou pelos fundos a sala onde acontecia a cerimônia.

Democratização As cadeiras reservadas a autoridades na primeira fila foram todas ocupadas por convidados antes que os ministros entrassem no auditório. Assessores tiveram de encontrar às pressas mais cinco assentos.

apode1301paineel

Recorta e cola De um petista, explicando por que a discrição é a melhor reação da sigla contra os ataques de Marta Suplicy: “Ela deve estar com a tesoura na mão, preparando-se para guardar os recortes de jornais e dizer que era perseguida no PT”.

Dois pés A aliados a senadora já garantiu que vai disputar a Prefeitura de São Paulo em 2016. “A eleição já tem uma candidata confirmada: Marta Suplicy. Os outros ainda podem se decidir”, diz um amigo da ex-ministra.

Linha direta Depois das cobranças públicas à AES Eletropaulo na última semana, a Secretaria de Energia paulista formou um grupo técnico para propor normas mais rígidas às distribuidoras em regiões metropolitanas.


TIROTEIO

Por mais que o PT se esforce para atribuir aos outros atos ilegais, ninguém vai superá-lo na capacidade de assaltar os cofres públicos.

DO EX-GOVERNADOR ALBERTO GOLDMAN (PSDB-SP), sobre entrevista em que o advogado de Alberto Youssef isenta o tucano Antônio Anastasia na Lava Jato.


CONTRAPONTO

E tenho dito

Então ministra da Cultura, Marta Suplicy foi a um ato com representantes do setor organizado pela campanha de Alexandre Padilha ao governo paulista. O mestre de cerimônias chamou a senadora a falar:

—Vamos escutar a ministra Marta Suplicy…

Ela balançou a cabeça negativamente.

—Não? Uma saudação, então? —tentou mais uma vez.

Marta fez que não de novo. Diante de mais uma tentativa do apresentador, ela decidiu encerrar o assunto:

—Eu vim para escutar, não vim para falar. Aqui todo mundo conhece a gente. Vamos ouvir!