Dilma estuda agência reguladora para a mídia nos moldes de Portugal

Por Vera Magalhães

Mídia na pauta Sob a batuta de Ricardo Berzoini (Comunicações), Dilma Rousseff estuda criar uma espécie de agência reguladora para a mídia, nos moldes do que há em Portugal. O órgão seria responsável por analisar medidas administrativas, como multas ou advertências, a meios de comunicação em casos de denúncias de desvios éticos. Apesar de a escolha de Berzoini indicar disposição de tocar o projeto de regulação da mídia, o PT já admite que o resultado pode ser mais modesto que o esperado.

À francesa O ex-presidente Lula deixou o Palácio do Planalto pouco depois do discurso de Dilma no parlatório, enquanto a presidente recebia os cumprimentos dos convidados para a posse.

Só que não Luiz Alberto Figueiredo estava tão certo de que permaneceria à frente do Itamaraty que deu palestra para diplomatas segunda-feira e se comprometeu a fortalecer a carreira no novo mandato. Ele tinha recebido sinais do Planalto de que ficaria.

Feliz… Graça Foster aproveitou a cerimônia no Planalto para cumprimentar os novos ministros Joaquim Levy (Fazenda) e Eduardo Braga (Minas e Energia), que beijou sua mão quando a encontrou.

… Ano Novo “Vim falar com o chefe”, disse a presidente da Petrobras, referindo-se a Braga e dando sinais de que fica no comando da empresa pelo menos no início do novo mandato.

APODE0201PAINEL

Afiado Um convidado se aproximou de Levy no Congresso e brincou: “Ouvi dizer que você tem mãos de tesoura de aço, que não oxidam nunca”. O titular da Fazenda não negou a fama: “É isso mesmo”, respondeu, rindo.

Bis O vestido verde que Kátia Abreu trajava era um modelo do estilista Lino Villaventura que ela usou pela primeira vez há quatro anos, em sua primeira posse na Confederação Nacional da Agricultura. “É verde-cana, em homenagem à pasta”, disse.

Continência Dilma marcou uma conversa com Jaques Wagner hoje, antes de embarcar de volta para as férias no litoral da Bahia.

Soldado O tema será a montagem do Ministério da Defesa, mas o ministro também vai ajudar na articulação política da eleição para a presidência da Câmara.

Quem? O desconhecido novo ministro do Esporte, George Hilton, quase foi barrado na entrada do plenário da Câmara logo antes da posse. Teve de se identificar para os seguranças antes de ser liberado.

Gelo Citados em depoimentos da Lava Jato que estão sob análise de Rodrigo Janot, os peemedebistas Renan Calheiros (AL) e Henrique Alves (RN) apenas acenaram de longe para o procurador-geral da República na solenidade de posse no Congresso.

Veteranos De Guilherme Afif (Pequena e Micro Empresa) sobre a fotografia oficial do novo governo: “Ainda bem que o Manoel Dias ficou no ministério. Assim eu não sou o mais velho da foto”.

Para fora 1 Coordenadores da campanha de Arlindo Chinaglia (PT-SP) à presidência da Câmara definiram o discurso para diferenciá-lo de Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Para fora 2 Em vez de dizer que sua candidatura fortalece o parlamento, como faz o peemedebista, dirão que Chinaglia vai priorizar a aprovação de projetos que beneficiarão a sociedade.

No banco Geraldo Alckmin deixou Rodrigo Garcia (DEM) e José Anibal (PSDB) fora do secretariado paulista, mas pretende nomeá-los se o Supremo Tribunal Federal excluí-los da investigação sobre cartel nos transportes.


TIROTEIO

Dizer que vai priorizar a educação enquanto usa a pasta para composição política mostra o total descaso com educadores e alunos.

DE CARLOS SAMPAIO (PSDB-SP) sobre Dilma Rousseff ter dito em seu discurso de posse que o lema do segundo mandato será “Brasil: Pátria Educadora”.


CONTRAPONTO

Fazendo amigos

Kátia Abreu (Agricultura) era uma das mais animadas da posse. Na Câmara, sentou-se ao lado de Joaquim Levy (Fazenda), com quem ficou conversando.
–Vão dizer que eu sou ‘assim’ com você –brincou.
Pouco depois, a titular do Meio Ambiente, Izabela Teixeira, pediu um copo d’água a um auxiliar.
Alheia às críticas dos ambientalistas ligados ao PT à sua nomeação, Kátia tratou de quebrar o gelo com a colega e ofereceu um gole do copo que já segurava.
–É melhor compartilhar e fazer racionamento! Estamos no volume morto!