Youssef perderá benefícios se tiver omitido algum político na delação

Por Painel

Preto no branco O acordo de delação premiada de Alberto Youssef, que deve ser homologado hoje no Supremo pelo ministro Teori Zavascki, prevê que os termos serão invalidados caso sejam descobertas contas no exterior ligadas a ele que tenham sido omitidas em seus depoimentos. Youssef também perderá os benefícios caso surjam nas investigações sobre a Petrobras nomes de políticos que o doleiro não tenha revelado nas mais de 100 horas de declarações à força-tarefa da Operação Lava Jato.

Aperta O Ministério Público Federal decidiu aplicar mais rigor às regras da delação premiada porque o doleiro descumpriu, em 2004, um acordo semelhante firmado durante o caso do Banestado.

Afrouxa O acordo atual prevê a redução do tempo que Youssef pode ficar preso pelos crimes que cometeu e a aplicação de um regime de pena mais brando ao doleiro.

Sem indulto Ministros do Supremo estão certos de que os advogados vão aproveitar o recesso do Judiciário para pedir a libertação dos empresários presos na Lava Jato, mas creem que o presidente Ricardo Lewandowski deve negar os habeas corpus.

Encruado Influente na campanha eleitoral de Dilma, Jaques Wagner (PT) segue sem destino definido no futuro mandato. O governador da Bahia teve nova conversa com a presidente ontem, de novo inconclusiva.

APODE1912PAINEL

Outra onda A piada ontem na Prefeitura de São Paulo era que Dilma Rousseff se enganou: ao escolher Gabriel Medina para a Secretaria de Juventude, pensava não no assessor de Fernando Haddad, mas no homônimo que disputa o Mundial de Surfe.

Sinal verde Ganhou força no Palácio do Planalto o nome do deputado petista Alessandro Molon para comandar o Ministério do Meio Ambiente. A pasta voltaria à cota do PT do Rio quatro anos após a saída de Carlos Minc.

Petit comité Eduardo Cunha (PMDB-RJ) fez ontem reunião com um pequeno grupo de deputados do PSDB em São Paulo para falar de sua candidatura à presidência da Câmara. O peemedebista ainda tenta conquistar os tucanos, apesar do apoio declarado ao PSB.

Vote em mim Na reunião, Cunha prometeu não criar obstáculos para a instalação de uma nova CPI da Petrobras na próxima legislatura.

Estarrecida Em conversa recente, Dilma contou a Renan Calheiros (PMDB-AL) que ligou a TV durante a votação da mudança da meta fiscal e ficou impressionada com a virulência da oposição para evitar sua aprovação.

Prorrogação Decidido a vetar o refinanciamento das dívidas dos clubes de futebol devido à falta de contrapartida que dê mais transparência às contas dos times, o Planalto avisou a líderes do Congresso que pretende reforçar as negociações sobre o tema e pode editar portarias para acelerar o projeto.

Para depois Com o encerramento do ano do Judiciário, José Aníbal (PSDB) e Rodrigo Garcia (DEM) cotados para o secretariado de Geraldo Alckmin em São Paulo só terão a situação no definida pelo Supremo Tribunal Federal em 2015, no caso do cartel do Metrô.

Olha a gente aqui Dirigentes de Solidariedade e PRB, que integraram a aliança de Alckmin, ainda não tinham recebido nem sequer um telefonema do Palácio dos Bandeirantes até ontem.

Visita à Folha Antonio Carlos Canto Porto Filho, sócio do banco BTG Pactual, visitou ontem a Folha, a convite do jornal, onde foi recebido em almoço.


TIROTEIO

Depois do trem fantasma da Petrobras, o PT agora investe em jornais-fantasma. Deve ser para isso que eles querem controlar a mídia.

DO DEPUTADO MARCUS PESTANA (PSDB-MG), presidente estadual do partido, sobre anúncios de R$ 1,3 mi pagos por estatais em veículos que não existem.


CONTRAPONTO

O ministro trovador

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Dias Toffoli fez ontem o último discurso da sessão de diplomação de Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer. Disse que, ao final do segundo turno, não era possível saber quem seria o próximo presidente, mas tinha uma certeza:

–O vice seria do largo São Francisco –disse, em referência à Faculdade de Direito da USP, onde estudaram Temer e Aloysio Nunes, vice de Aécio Neves.

Animado, recitou uma trova de homenagem à escola:

–Onde mora a amizade, onde mora a alegria, no largo de São Francisco, na velha academia!