Cobrança de Mercadante antecipou saída de Marta de ministério

Por Painel

É pra já Marta Suplicy reassume hoje o mandato no Senado. A aliados, a ex-ministra da Cultura disse que aguardaria só a publicação de sua exoneração no Diário Oficial para retomar a cadeira. Nessas conversas, Marta atribuiu a saída antecipada a Aloizio Mercadante (Casa Civil), que mandou assessores cobrarem dos ministros as cartas de demissão. Como a sua já estava escrita e tinha sido, inclusive, levada nos dois encontros com Dilma Rousseff, Marta não viu por que adiar mais a decisão.

Avareza Nas conversas com amigos, Marta também atribuiu a Mercadante as dificuldades de execução de programas de sua pasta. Disse que o desafeto engavetava projetos e não liberava os recursos necessários.

_APODE1311PAINEL_

Conselho Tutelar De um petista diante do festival de declarações bombásticas de ministros e brigas no primeiro escalão: Parecem crianças cuja mãe viajou e decidiram tocar fogo na casa.

El Niño O Planalto avisou aos líderes do Congresso que não fixou nova meta numérica para o superavit primário porque a arrecadação tem sido errática. Havia o risco de um novo revés nas contas e não haveria tempo para pedir nova mudança da meta.

Avatar Em reunião com aliados na terça-feira, Aécio Neves (PSDB) decidiu adiar para 2015 a indicação de especialistas que vão monitorar ações e números do governo Dilma. Vai esperar a nomeação do novo ministério.

Regulação Com a saída, a pedido, do ministro Thomas Traumann da Secretaria de Comunicação Social, a presidente estuda transferir a gestão das verbas de publicidade do governo para o Ministério das Comunicações.

Aditivado Para integrantes do governo, a possível ida de Jaques Wagner para o Ministério do Desenvolvimento incluiria uma maior influência sobre o BNDES, que foi limitada nas últimas gestões.

Batata quente Parte do PSDB avalia que a auditoria que a sigla comandará nas urnas eletrônicas se transformou em um abacaxi. Se não encontrar fraudes, o partido pode se ver obrigado a avalizar o resultado das eleições.

O cara A sigla ainda não contratou uma empresa para tocar a auditoria. Um dos nomes cogitados para o processo é o do pesquisador J. Alex Halderman, da Universidade de Michigan. Ele já estudou fragilidades em outros sistemas de votação eletrônica.

Grande elenco O Palácio do Planalto estuda ampliar para outros Estados o grupo de trabalho formado por ministros e secretários do governo de São Paulo para discutir o combate à crise de abastecimento de água.

Triangular A ideia é montar um comitê único com representantes do governo do Rio e, possivelmente, de Minas Gerais, Estados também afetados pela seca.

Focado Nome do PRB para disputar a Prefeitura de São Paulo em 2016, Celso Russomanno intensificou suas críticas à saúde paulistana em seu programa sobre direitos do consumidor na TV Record. Em 2013, questionou a prefeitura de Fernando Haddad (PT) sobre o tema duas vezes. Neste ano, foram 21.

Outro lado Russomanno refuta a ideia de que age por motivação eleitoral. Dá a impressão de que pego no pé porque, na saúde, tudo começa nas UBSs, que são municipais. Mas critico todas as esferas de poder, justifica.

Visita à Folha Raffaele Trombetta, embaixador da Itália no Brasil, visitou ontem a Folha. Estava com Alberto La Bella, chefe de gabinete, e Michele Pala, cônsul-geral da Itália em São Paulo.


TIROTEIO

Sem um plano de emergência, Arce mostra que é cada vez mais provável que SP chegue ao inverno com 20 milhões de pessoas sem água.

DO VEREADOR NABIL BONDUKI (PT-SP), sobre depoimento dado por Mauro Arce, secretário de Recursos Hídricos, à CPI da Sabesp na Câmara municipal.


CONTRAPONTO

Jogo dos quatro erros

Em sessão de uma comissão do Senado, ontem, Ana Rita (PT-ES) tentou quatro vezes, sem sucesso, passar a palavra ao senador Cyro Miranda (PSDB-GO).

—Senador Ciro Lucena… —disse, misturando o nome do orador com o do colega Cícero Lucena (PSDB-PB).

Seguiram-se risos e Ana Rita tentou se corrigir.

—Perdão. O senador Ciro Nogueira tem a palavra. Desculpe, senador Ciro Gomes!

Do plenário, alguém gritou o nome de Miranda. Ana Rita ficou sem graça:

—Gente, estou péssima hoje…