CNJ passará a realizar sessões públicas com transmissão pela TV

Por Painel

Ao vivo O presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, vai anunciar nos próximos dias que o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) passará a realizar sessões públicas às segundas-feiras, com transmissão pela TV Justiça e presença da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), do Ministério Público e das partes. Em agosto, Lewandowski, que preside o órgão, acabou com as sessões administrativas secretas do CNJ, a chamada “pauta rápida”, o que provocou protestos dos conselheiros.

Fast track O e-mail, enviado num domingo, sugeria a inclusão da “emenda trampolim”, que acelera o acesso de conselheiros aos tribunais superiores, na pauta e sua votação “antecipadamente”.

Plataforma O fim da quarentena interessava a um grupo de conselheiros aspirantes a ministros. A OAB não permitiu que fosse votada.

Nova era Lewandowski vai anunciar que o CNJ passará a realizar sessões públicas às segundas-feiras, com transmissão pela TV Justiça e presença da OAB, do Ministério Público e das partes.

Brinde Em conversa com jornalistas ontem, Dilma Rousseff contou que parou de beber vinho depois do tratamento de quimioterapia contra um câncer linfático. Diz que passou a sentir enjoo com a bebida, e a substituiu por uma cerveja “às vezes”.

Terceiro turno A final da Copa do Brasil entre Cruzeiro, time de Aécio Neves, e Atlético Mineiro, clube do coração de Dilma, suscitou piadas nas redes sociais. Tuiteiros sugerem convocar o TSE para “recontagem de gols”.

Risco A presidente chamou o PMDB para uma conversa no Palácio do Planalto na manhã de ontem para tentar acelerar a aprovação do projeto que vai alterar a meta fiscal de 2014. Quer evitar uma derrota que possa minar a credibilidade das contas do governo em um momento de dificuldades da economia.

Cochilo A blindagem de políticos na reunião de quarta-feira da CPI da Petrobras foi classificada como “barbeiragem” e “ato inútil” por tucanos e aliados. “Os principais líderes nem foram à reunião. Se o time A estivesse em campo, não teria acontecido”, diz um oposicionista.

Pesadelo Os rivais de Dilma reconhecem que acordos como esse já foram feitos antes, mas dizem que o momento político mudou e que PSDB e companhia deveriam ter ficado de fora da negociação.

Aquiles Segundo petistas e tucanos, prevaleceu o espírito de corpo. A oposição ameaçou convocar Renato Duque, ex-Petrobras, e Sérgio Machado, da Transpetro. O PT ameaçou retaliar com Leonardo Meirelles, que acusou tucanos. Os três pedidos foram engavetados.

Nem vem Um deputado do PSDB paulista diz que, somada ao pedido de auditoria nas urnas eletrônicas, a blindagem na CPI mina a pretensão de Carlos Sampaio de voltar a liderar a bancada tucana na Câmara em 2015.

Bem-vindo? Aécio vai a São Paulo na próxima sexta-feira. Quer agradecer o apoio de Geraldo Alckmin (PSDB) e o empenho de deputados e filiados nas eleições. O Estado lhe deu sete milhões de votos de frente sobre Dilma.

Até breve Até o PSB, que controla a secretaria paulista de Turismo, dá como certo que ela deixará de existir nos moldes atuais a partir de 2015. Uma opção é a sua fusão com outra pasta.

Juntos Outras propostas de fusão que chegaram à mão de Alckmin envolvem Desenvolvimento Social e Trabalho, e Agricultura e Desenvolvimento Econômico —esta descartada pelo governador.


TIROTEIO

Dilma quer se afastar do partido, mas já não adianta. Suas atitudes durante a campanha lhe deram a cara do que há de pior no PT.

DO SENADOR JOSÉ AGRIPINO (DEM-RN), presidente da sigla, sobre entrevista em que Dilma disse não representar o PT em pontos defendidos pelo partido.


CONTRAPONTO

Tapete vermelho

Chegando ao Senado para seu discurso de retorno à Casa após a eleição presidencial, na quarta-feira, Aécio Neves (PSDB-MG) esbarrou no cafezinho com o governador gaúcho Tarso Genro (PT), que acompanhava a votação sobre as dívidas dos Estados com a União.

Tarso provocou o mineiro:

—Senador! O sr. foi várias vezes à minha terra e nem avisou o governador…

—Sabe como é… Fiquei com medo de o sr. não me receber no aeroporto porque estávamos em lados opostos! —retrucou Aécio, rindo.