Nova linha de oposição do PSDB usará indicadores econômicos contra Dilma

Por Painel

É a economia, ainda Além da defesa da democracia que fará em seu discurso hoje, Aécio Neves vai deflagrar a outra linha principal de atuação do PSDB na oposição ao novo governo de Dilma Rousseff: apontar indicadores econômicos que contradizem o discurso da presidente durante a campanha. “Nós dissemos a verdade, eles mentiram” será o mantra dos tucanos diante de dados como a resiliência da inflação, o deficit fiscal e da balança comercial e o recém-anunciado aumento da taxa de juros.

Cada um… Aliados de Geraldo Alckmin acham que, por ora, ele terá dificuldades para disputar protagonismo com Aécio como o principal nome da oposição.

… na sua “Ele foi eleito para governar o Estado. Não cabe a ele fazer contraponto ao governo federal. Mas quatro anos são quatro séculos”, diz um tucano paulista, em relação à disputa de 2018.

Primeira… O Palácio do Planalto decidiu frear a articulação para a eleição da presidência da Câmara. A ordem é recorrer aos governadores eleitos, para que eles pressionem as bancadas estaduais.

… marcha Dilma já mobilizou os presidentes de partidos da base aliada para evitar defecções. “Teremos um novo mapa político a partir de janeiro”, diz um ministro.

Ábaco Aécio deu sinal verde para a estratégia da bancada tucana: disputar com o PT, mesmo que isso signifique apoiar a eleição de Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
Exílio Dilma recebe hoje Luiz Fernando Pezão e Eduardo Paes, governador e prefeito do Rio, com os quais espera contar para negociar com Eduardo Cunha e o PMDB. Sérgio Cabral não foi chamado. “Esse deve estar em Paris”, ironiza um ministro.

Asilo político O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), quer atrair o ex-presidente do PSB Roberto Amaral para seu projeto de montar uma nova frente de esquerda.

Epílogo Marta Suplicy (PT) esteve com Dilma na segunda-feira para entregar o Ministério da Cultura e voltar ao Senado. A petista relatou a aliados que a presidente pediu que ela fique no cargo até a reforma ministerial.

Dois em um Na audiência com Dilma, hoje, Gilberto Kassab (PSD) deve negociar sua própria entrada no primeiro escalão, além da manutenção de Guilherme Afif na “cota pessoal” da petista.

Banho-maria 1 Parlamentares petistas se reuniram na segunda-feira na casa do relator da CPMI da Petrobras, Marco Maia (PT-RS). O partido votará pela prorrogação da comissão até o fim de dezembro, mas tentará derrubar quebras de sigilo de novos acusados no caso.

Banho-maria 2 Para os petistas, não haverá tempo para que os novos pedidos sejam atendidos antes do encerramento, e só a oposição se beneficiaria da exploração política dessas votações.

Adendo A Polícia Federal pediu prorrogação do inquérito que investiga supostos repasses da Portugal Telecom ao PT. A delegada do caso quer ouvir o ex-presidente Lula antes de concluí-lo.

Wally Jurandir Fernandes, o secretário dos Transportes Metropolitanos de Alckmin, não apareceu ontem à cerimônia em que o governador entregou novos trens. A troca de comando na pasta é dada como certa.

Visita à Folha Vicente Falconi Campos, fundador da Falconi Consultores e Associados, visitou ontem a Folha, onde foi recebido em almoço. Estava acompanhado de Mateus Bandeira, presidente-executivo, e Maristela Mafei, diretora-geral da Máquina Public Relations.


TIROTEIO

Não vamos aderir à oposição tradicional nem rezaremos a cartilha que ela reza. Continuamos contra a polarização PT-PSDB.

DO DEPUTADO BETO ALBUQUERQUE (PSB-RS), líder da bancada, sobre a ideia do partido de fazer uma ‘oposição independente’ ao governo Dilma Rousseff.


CONTRAPONTO

Nessa casa tem goteira

Geraldo Alckmin (PSDB) participou ontem de cerimônia de entrega de trens na estação da Luz, centro da capital paulista. Antes do início, falou com o presidente da CPTM, Mário Bandeira. Durante a conversa, o chefe da estatal paulista de trens mostrou ao governador onde será instalada uma nova passarela sobre a estação.

Quando os dois olharam para o alto, depararam-se com lonas azuis penduradas no teto. Como chovia, Bandeira se apressou em tranquilizar o tucano:

—Governador, não se trata de goteiras! É que também estamos pintando o teto…