Dilma quer usar o pré-sal como arma para minar o crescimento de Marina

Por Painel

A nova vidraça O PT quer usar o pré-sal como arma para minar o crescimento de Marina Silva (PSB). Animada por pesquisas internas, Dilma Rousseff venderá a ideia de que a rival põe riquezas do país em risco ao deixar a exploração do petróleo em segundo plano. A presidente citou o tema na sexta e repetiu a dose duas vezes no debate de ontem. Petistas apostam no pré-sal para “desconstruir” Marina, a exemplo do que fizeram com Celso Russomanno (PRB) na disputa da Prefeitura de São Paulo em 2012.

Vai que cola Em testes feitos pela equipe do marqueteiro petista João Santana, que também chefiou a campanha de Fernando Haddad há dois anos, eleitores questionaram a consistência das ideias de Marina ao ouvir que ela não dá valor ao pré-sal.

Boa, chefe Quando Dilma apertou a adversária com o tema no debate promovido por Folha, UOL, SBT e Jovem Pan, o ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) vibrou na plateia: “Ela nem cita o pré-sal no capítulo de energia do programa de governo!”.

Não tá fácil Petistas se entreolharam com ares de preocupação quando a presidente se atrapalhou com as regras do debate e admitiu ao mediador Carlos Nascimento que estava nervosa.

Não tá difícil No papo pós-debate, Marina se mostrou surpresa com o coordenador da campanha de Aécio Neves (PSDB), José Agripino, que falou ontem em apoiá-la no segundo turno. “Que história é essa?”, perguntou ao aliado Walter Feldman.

Quatro olhos Marina apareceu com óculos de armação marrom, mais discreta do que a vermelha do encontro da Band. “São de farmácia. Eu perco os óculos toda hora, agora não tenho mais dinheiro…”, lamentou.

Logo quem O ex-governador José Serra (PSDB) foi barrado no primeiro bloco do debate. Acostumado a chegar aos compromissos em cima da hora, ele se atrasou demais e ficou fora do estúdio.

Hora do Chaves Quando o nanico Levy Fidelix (PRTB) se irritou com uma pergunta sobre legendas de aluguel e esbravejou contra a “mídia vendida”, Dilma e Aécio fizeram força para não gargalhar em seus púlpitos.

Deu azar Por causa do sorteio de perguntas, Aécio não conseguiu travar embate direto com Marina. Além de Dilma, só conseguiu interagir com os nanicos Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV) e Levy Fidelix.

Alterosas Mercadante ironizou as constantes referências do tucano a seu governo em Minas Gerais. “Parece que ele está querendo desistir e voltar pra lá mesmo…”
Adolar
Os xifópagos Luciana se esforçou para colocar Marina no mesmo barco de Aécio e Dilma. “São três irmãos siameses”, atacou.

Chama o síndico O PT escalou Lula para reunião de dirigentes na sexta, em São Paulo. O partido quer criar um “fato político” para reanimar a campanha à reeleição.

Fui por aí Ao menos 15 prefeitos do PMDB paulista ignoraram convite de Michel Temer e trocaram ato do partido com Paulo Skaf e Dilma no sábado, em Jales, por um evento com o tucano Geraldo Alckmin na mesma região.

Maluf que fez Barrado pela Ficha Limpa, Paulo Maluf (PP-SP) diz que não poderia ter sido pego pela legislação, já que não houve dolo nem enriquecimento ilícito em sua condenação. “Foi Paulo Maluf que fez a lei, sei como funciona”, afirma.

Com quem andas No domingo, Alckmin foi a culto na igreja onde prega o pastor Marco Feliciano (PSC-SP).


 

TIROTEIO

“Nosso programa mostra um novo caminho. Os outros seguem brigando pelo poder, em vez de se preocupar com o que farão com ele.”

DO EX-DEPUTADO MAURÍCIO RANDS (PSB-PE), coordenador do programa de governo de Marina Silva, sobre as críticas de rivais às propostas da candidata.


CONTRAPONTO

Um rabino na arquibancada

Quando era governador de São Paulo, José Serra (PSDB) foi a um evento de homenagem ao rabino Henry Sobel. Como de costume, usou o futebol para quebrar o gelo.

—Na minha opinião, ele cometeu apenas uma falha ao se mudar para São Paulo: logo na primeira entrevista que concedeu, distraído, declarou-se corintiano! Depois, estimulado por amigos próximos, tornou-se são-paulino…
O palmeirense Serra continuou, entristecido:
—O rabino se esqueceu de outros times cujas cores têm mais a ver com a paisagem brasileira… Mas enfim, quem não comete equívocos na vida?