Marina e Aécio devem declarar que arrecadaram, somados, menos do que Dilma

Por Painel

Concentração de renda

Os comitês de Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) devem declarar amanhã ao Tribunal Superior Eleitoral que arrecadaram, somados, menos que os cerca de R$ 80 milhões de Dilma Rousseff (PT) em dois meses de campanha. O tucano informará receita em torno de R$ 43 milhões. O PSB captou cerca de R$ 20 milhões até a morte de Eduardo Campos, no último dia 13, e precisou congelar a arrecadação para substituir o candidato. A nova conta, em nome de Marina, só será aberta hoje.

Sem pressa Apesar do atraso forçado, o comitê da ex-senadora não está preocupado com as finanças da campanha. Desde que disparou nas pesquisas, ela não para de ouvir promessas de ajuda.

Veja bem O tesoureiro do PSB, Márcio França, diz que não foi desautorizado no veto de Marina a empresas de tabaco, álcool, armas e fertilizantes. As firmas não ajudarão a candidata, mas continuarão a financiar o partido.

Pare as máquinas Para apagar o casamento gay da lista de promessas, Marina teve que suspender às pressas a impressão de seu programa de governo. Cerca de 300 exemplares foram para o lixo.

Fui eu O pastor Silas Malafaia, porta-voz do conservadorismo evangélico, comemorou a mudança de última hora. “Já viram o recuo de Marina devido às posições do povo de Deus?”, festejou, no Twitter. Na sexta-feira, ele ameaçava atacar a candidata.

Te considero muito O vice de Marina, Beto Albuquerque (PSB-RS), elogiou ontem o pastor. “Malafaia é uma liderança religiosa muito grande no país”, afirmou.

Que rei sou eu Ligado ao agronegócio, Albuquerque não gosta de ser chamado de ruralista pelos jornais. “Sou o primeiro ruralista sem terra, sem boi e sem cavalo…”

Bico longo Após aparecer no programa de Geraldo Alckmin em São Paulo, o vice de Marina apoiará outros candidatos tucanos. Já gravou para Beto Richa, do Paraná.

Na bronca O vice-presidente Michel Temer se irritou com a fala de Paulo Skaf em Jales (SP), no sábado. O candidato do PMDB ao governo paulista só citou Dilma e o vice nos cumprimentos iniciais.

Como o vento O comitê de Dilma enxergou no recuo de Marina sobre direitos dos homossexuais uma brecha para fragilizar sua imagem. Segundo petistas, a ex-senadora está emparedada entre convicções pessoais e posições partidárias, e muda de opinião conforme o público.

Melhor não Auxiliares da presidente ainda preferem, no entanto, manter distância do debate sobre costumes. A polêmica do aborto custou votos a Dilma em 2010.

Muito prazer Segundo o Datafolha, 14% dos eleitores de Marina dizem não conhecer Aécio, e 43% dos marineiros só “ouviram falar” nele. Por isso, o tucano continuará a se apresentar na TV.

Apito amigo Na pelada de ontem com ex-jogadores, Aécio foi presenteado com um pênalti duvidoso, como costuma acontecer com políticos em campanha. O senador bateu para fora, mas o juiz deu nova chance, alegando que o goleiro se adiantou.

painel3

‌Surpresa! A Justiça Eleitoral do Paraná negou pedido de Beto Richa para proibir Gleisi Hoffmann de chamá-lo de “Kinder Ovo”. Segundo a petista, ele se diz surpreso sempre que é confrontado com problemas no Estado.

Deixa comigo O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto (PT), prometeu ajudar Eunício Oliveira (PMDB-CE) a reaver sua fazenda em Goiás. A propriedade foi invadida pelo MST.


TIROTEIO

“Vendo os lucros da Marina, a gente entende por que ela mudou. Agora que é milionária, confunde banqueira com educadora…”

DO DEPUTADO VICENTINHO (PT-SP), sobre a presença de Neca Setubal, doutora em psicologia da educação e herdeira do Itaú, na campanha de Marina Silva.


CONTRAPONTO

Só a muriçoca salva

Em campanha ao governo paulista, Paulo Skaf (PMDB) visitou recentemente a favela Muriçoca, na zona sul da capital. O lugar foi batizado assim por causa dos insetos que se proliferam à margem da represa de Guarapiranga.
A conversa correu como de costume: o candidato reuniu líderes locais, perguntou sobre problemas e pediu a um assessor que anotasse os pedidos. Antes de se despedir, o peemedebista quis saber como estava a atuação da PM na comunidade. Um morador foi rápido na resposta:
—Ah, doutor, quem faz a segurança aqui são as muriçocas. Nem os bandidos aguentam…