Após admitir propina, Bethlem diz que não disputará reeleição

Por Painel

Porta dos fundos O deputado Rodrigo Bethlem (PMDB-RJ), que foi filmado pela ex-mulher admitindo receber propina na Prefeitura do Rio, disse a aliados que desistiu de disputar a reeleição. Os peemedebistas o pressionavam desde a semana passada, quando as fitas vieram à tona. O partido ainda espera que Bethlem se desfilie e renuncie ao mandato. O temor é que o escândalo contamine a imagem do prefeito Eduardo Paes (PMDB) e a campanha do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).

Fantasma No Palácio Guanabara, sede do governo do Rio, o temor é que Bethlem se sinta abandonado e comece a fazer acusações contra aliados. Ontem Pezão surpreendeu ao fazer elogios “às boas políticas” do deputado.

Sogrão O presidente da Câmara Municipal do Rio, vereador Jorge Felippe, foi encarregado pelo PMDB de convencer o deputado a renunciar. Ele é pai de Vanessa Felippe, a ex-mulher que gravou e divulgou as indiscrições.

Terreiro A atriz Maria Zilda Bethlem apagou texto no Facebook em que defendia o filho e chamava a ex-nora de “doente mental”. No lugar, publicou uma imagem afirmando que sua fé é “forte como a espada de Ogum”.

Higienismo Do candidato do PRB ao governo do Rio, Marcelo Crivella: “Se você deixar populações vivendo na miséria nas regiões periféricas, elas migram para vir roubar na capital”.

Estilo Feliciano Em entrevista à Band, na madrugada de ontem, Crivella afirmou que “homossexualismo não é doença, mas é pecado”. O bispo da Igreja Universal lidera a disputa com 24% no Datafolha, em empate com Anthony Garotinho (PR).

apode3007painel

Recibo A campanha do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), definiu que os candidatos que não mostrarem a sua imagem nos santinhos não aparecerão no horário eleitoral.

Fora de área Emilio Botín, presidente do Santander, tenta desde domingo falar com Dilma Rousseff por telefone. Todos os dias recebeu uma desculpa e foi informado de que deveria ligar depois.

Luta de classes A campanha petista vai criticar Aécio Neves (PSDB) por ter defendido o comunicado do banco espanhol alertando clientes de perdas em caso de reeleição de Dilma. Dirá que o tucano “defende os bancos” e ela “defende o Brasil”.

Não desiste nunca Enquanto a maior parte do PT já considera inevitável o segundo turno, o publicitário João Santana voltou a defender, na campanha, que a presidente pode vencer no primeiro.

Braços do povo Luiz Marinho, prefeito de São Bernardo e coordenador de Dilma em São Paulo, reclamou a aliados que os seguranças da presidente têm dificultado seu contato com eleitores.

Não é… A Advocacia-Geral da União pediu à Justiça Eleitoral a condenação de Aécio por litigância de má-fé. O tucano acusou o governo de veicular comerciais do Ministério da Educação durante a campanha.

… bem assim O TSE chegou a suspender os anúncios. Mas o PSDB recuou e avisou à corte que a propaganda foi ao ar antes do período eleitoral, lamentando o “equívoco”.

Se mexendo Pressionado para melhorar a comunicação da Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad (PT) reativou ontem seu Twitter. O perfil estava abandonado desde a eleição de 2012.

Mas nem tanto No primeiro tuíte, o petista indicou a leitura de sua entrevista ao jornal espanhol “El País”, publicada… há uma semana.

TIROTEIO

“O poder de Bethlem na prefeitura era tão grande que Paes criou duas secretarias para ele. Agora vai dizer que não sabia de nada?”

Do vereador Eliomar Coelho COELHO (PSOL), sobre a ligação histórica do prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), com o deputado Rodrigo Bethlem (PMDB-RJ).

CONTRAPONTO

Sequelas do massacre

Três dias depois do histórico 7 a 1 para a Alemanha que eliminou o Brasil na semifinal da Copa, o deputado Izalci Lucas (PSDB-DF) discursou na Câmara sobre as políticas públicas ligadas ao futebol.

– Não investimos, não temos organização nas escolas, faculdades. O nosso modelo está falido! –criticou.

Abalado pela goleada, contou ter tomado um susto antes de deixar o gabinete para ir ao plenário, quando um auxiliar lhe disse: “Já são oito, hora de ir para a sessão”.

– Quando ouvi Já são oito’, pensei: Poxa, a Alemanha fez mais um…’