Dilma deve iniciar campanha dia 31 com sindicalistas em SP

Por Bruno Boghossian

O comando da campanha de Dilma Rousseff à reeleição quer que a petista realize seu primeiro ato eleitoral apenas no dia 31 de julho, 26 dias depois do início oficial da campanha. A estreia da presidente deve ocorrer em São Paulo, em evento da CUT (Central Única dos Trabalhadores).

A agenda de Dilma tem sido dominada pela Copa e por eventos como a cúpula dos Brics. Além disso, os petistas querem poupá-la nas primeiras semanas, quando a cobertura da eleição na TV ainda é incipiente.

Na semana seguinte à estreia, a presidente deve participar de outro encontro com centrais sindicais. Só a Força Sindical, que apoia majoritariamente Aécio Neves (PSDB), não deve estar no evento.