Irritado com o PSB, Sirkis desiste da reeleição

Por BERNARDO MELLO FRANCO

Irritado com a aliança do presidenciável Eduardo Campos (PSB) com o PT no Rio, o deputado Alfredo Sirkis (PSB-RJ) desistiu de disputar a reeleição.

Ele anunciou a decisão há pouco, diante de um plenário com apenas cinco parlamentares, informa Bruno Boghossian.

Calçando um par de tênis azul-turquesa, Sirkis disse que se recusa a disputar um novo mandato em coligação com o PT.

“Todo mundo diz que eu tenho que ser pragmático e que essa questão ética não existe no Brasil, mas não dá”, afirmou.

Eleito em 2010 pelo PV, Sirkis é um dos principais representantes da causa ambiental no Congresso. Deixou o partido acompanhando a ex-senadora Marina Silva, candidata a vice-presidente na chapa de Campos.

Ele tentou se candidatar ao governo do Rio pelo PSB, mas não recebeu o apoio de Campos e Marina. A dupla pretendia lançar Miro Teixeira (Pros-RJ), mas acabou no palanque de Lindberg Farias (PT).

Ao saber da aliança com Lindberg, Sirkis protestou de forma pouco ortodoxa: “Isso não é uma coligação, mas uma suruba!”