Sem espaço definido na chapa de Padilha, PC do B boicota convenção

Por Painel

Diz que fui por aí Apesar de ter formalizado o apoio ao PT nas eleições em São Paulo, o PC do B decidiu boicotar a convenção que lançou ontem a candidatura de Alexandre Padilha a governador. Os comunistas se dizem preteridos na montagem da chapa majoritária da aliança, na qual ainda não têm assento. Dirigentes dizem que o senador Eduardo Suplicy, que disputará a reeleição, já ofereceu sua primeira suplência. No entanto, queixam-se de que a direção do PT não deu sequência às tratativas.

‌Nem me viu Orlando Silva, o presidente do PC do B paulista, foi anunciado e aplaudido no encontro. Minutos depois, escreveu no Twitter: “Não estou no ato do PT, eles anunciaram a minha presença e a do PC do B, não sei por quê. Muito estranho”.

Peso pesado A ausência de Dilma Rousseff deixou petistas apreensivos. Acharam que a justificativa de que receberia Angela Merkel para jantar, em Brasília, poderia levar a crer que ela não se engajará na candidatura.

Receituário Um integrante da campanha chegou a acionar o Planalto na noite de sábado para combinar a versão oficial de que a presidente não foi por estar gripada.

Melhor assim De um dirigente petista sobre o desfalque presidencial: “Pelo menos o discurso final da convenção foi o do Lula, que fala muito melhor do que ela…”

2 em 1 O slogan do petista ataca Geraldo Alckmin (PSDB) e Paulo Skaf (PMDB): “Para mudar de verdade”.

Tudo junto O logo, que usa azul, verde e amarelo, é mais uma tentativa da campanha de atrair o eleitorado avesso ao vermelho do PT.

Não me toque A declaração de Skaf de que não dará palanque a Dilma preocupou a ala mais governista do PMDB. Aliados de Michel Temer questionaram a lealdade dele à aliança com a petista.

Tal avô Cartazes distribuídos na convenção do PSDB no sábado ressuscitaram o mote “Muda Brasil”, que embalou a campanha das Diretas e a eleição de Tancredo Neves em 1985.

Tal filha Tucanos fizeram fila para tirar fotos com Gabriella, 22. A filha mais velha de Aécio, que estuda engenharia ambiental no Rio, sentou-se ao lado de FHC enquanto o pai discursava.

Pegou mal Quando Paulinho da Força (SDD) elogiou os xingamentos a Dilma no Itaquerão, o candidato e o ex-presidente fecharam a cara, em sinal de reprovação.

Gracinha Ao comentar os escândalos na Petrobras, FHC trocou o nome da presidente da estatal. Chamou Graça Foster de Glória.

Não curtiram José Serra e o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) atacaram a blogosfera alinhada ao governo. Acusaram o PT de financiar as páginas na internet.

Matemática criativa O mestre de cerimônias se empolgou com pesquisa em que só Aécio subia. Quando citou os dados, todos os candidatos haviam oscilado na margem de erro. FHC cutucou Aécio, e os dois gargalharam.

Ainda não Cotado para a chapa de Aécio, o ex-senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) disse não conhecer o Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente. “Sabe que eu nunca fui lá?”

A fila anda O próximo depoimento da CPI mista da Petrobras deve ser de José Sérgio Gabrielli, que já passou pela comissão do Senado.

Indulto legislativo O nome seguinte é o de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, preso no Paraná.


TIROTEIO

“Ao sair de campo quando a Copa começa, o Congresso mostra que não quer dividida no ano eleitoral. Todos no ‘chinelinho’!”
Do deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), sobre as sessões esvaziadas no Congresso e o receio de votar medidas polêmicas às vésperas das eleições.


CONTRAPONTO

Eu só quero é você

A equipe de Heloísa Helena, a candidata do PSOL ao Senado por Alagoas, procurou Martinho da Vila para pedir um depoimento para sua campanha contra Fernando Collor (PTB). O sambista quis entender a razão do convite, e ouviu que apoiadores de Heloísa adaptam a canção “Madalena do Jucu” como jingle. Como Martinho seguiu com cara de interrogação, a auxiliar cantarolou.

– Heloísa, Heloísa, você é meu bem querer…

O compositor interrompeu:

– Você está muito desafinada. Desse jeito, não te contrataria nem para o corinho da banda…