PSB acusa Dilma de crime eleitoral em pronunciamento sobre a Copa

Por Painel
O PSB pedirá ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que multe a presidente Dilma Rousseff por propaganda antecipada no pronunciamento desta terça-feira (10) em cadeia de rádio e TV.

O partido de Eduardo Campos vai acusar a petista de cometer crime eleitoral e “apequenar o cargo” no discurso sobre a Copa do Mundo, informa Bernardo Mello Franco.

A representação, que será protocolada na tarde desta quarta-feira (11), critica Dilma por ter atacado os “pessimistas” que, segundo ela, torcem contra o sucesso do torneio no Brasil.

“O discurso teve o objetivo de desferir duríssimos ataques políticos a adversários, e de realizar promoção pessoal da presidente da República, o que é absolutamente impróprio e ilícito em um pronunciamento à nação”, afirma o texto preparado pelos advogados do PSB.

“A presidente (…) apequenou o cargo para ser a presidente dos seus próprios amigos e partidários, como se todos os brasileiros que a criticam fossem parte de uma facção de pessimistas que merece ser derrotada”, acrescenta a sigla.