Aécio sobe e Campos cai entre insatisfeitos com Dilma

Por Painel

O voto do contra O movimento de Eduardo Campos (PSB) para se distanciar de Aécio Neves (PSDB) pode estar fazendo bem ao tucano. Entre os eleitores que consideram o governo Dilma Rousseff (PT) ruim ou péssimo, as intenções de voto em Aécio subiram de 27%, há dois meses, para 31%. No mesmo grupo dos insatisfeitos com a presidente, a fatia que prefere Campos minguou de 15% para 10%. As curvas indicam que o tucano está conseguindo se identificar como o candidato da oposição.

Aprova e não vota Dilma caiu até entre quem considera o governo bom ou ótimo. Sua intenção de voto no grupo desceu de 80% para 72%.

Esqueceram de mim O percentual de eleitores que dizem conhecer Lula “muito bem” caiu de 75%, em agosto passado, para 66%. Os que o conhecem “só de ouvir falar” saltaram de 5% para 10%.

Muy amigo Ontem, em Porto Alegre, Lula incomodou petistas ao chamar Jorge Gerdau de “meu amigo”. O empresário andou criticando o governo de Tarso Genro (PT).

Queixume O ex-presidente foi espirituoso ao reclamar da imprensa: “Quando eu critico, dizem que eu ataco. Quando me atacam, dizem que me criticam…”.

Disco arranhado De Aécio, ao receber apoio de nove partidos no Rio: “Me deem a vitória no Rio que eu dou a vocês a Presidência da República”. Ele tem dito a mesma frase nas visitas a São Paulo.

Presente O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que ataca os gays e defende a ditadura militar, foi com os filhos ao ato de apoio ao tucano.

Ausente Eduardo Cunha (PMDB-RJ), um dos líderes da articulação contra Dilma no Estado, não deu as caras.

Boca livre Realizado em uma churrascaria, o ato pró-Aécio matou a fome de vereadores e cabos eleitorais do interior fluminense. Como o espaço lotou, alguns chegaram a comer de pé ou com os pratos apoiados nas travessas.

Tô fora A Força Sindical, que flerta com Aécio, vai desfalcada para o ato de hoje, em São Paulo, contra a política econômica do governo federal. Alas mais próximas do PT não inflarão o protesto.

Racha na Fiel O petista Andrés Sanchez, que levou Ronaldo Fenômeno para o Corinthians, tem reclamado do apoio do ex-craque a Aécio: “Ele é um vitorioso, mas desta vez vai perder.”

Tática Aliados de Márcio França (PSB), que sonha com a vice de Geraldo Alckmin, prometem não pôr a “faca no pescoço” do tucano.

Estratégia A abordagem light serviria para diferenciar o deputado de Gilberto Kassab (PSD), que exige o posto para apoiar o governador.

Charge 6.jun.2014 Folhapresss

‌Rolando Lero De um ecologista da Rede enfastiado com as oficinas programáticas do PSB: “Não adianta ficar com essas palestrinhas do professor Raimundo…”

A toga é vermelha Com a confirmação de Luiz Alberto Gurgel, indicado por Dilma nesta quarta, os governos do PT terão nomeado 26 dos 33 ministros do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Visitas à Folha Heitor Sant’anna Martins, ex-presidente da Fundação Bienal de São Paulo e futuro presidente do Masp, e Roberto Teixeira da Costa, presidente da Câmara de Arbitragem do Mercado da BM&F Bovespa, visitaram ontem a Folha.

José Moscogliatto Caricatti, superintendente da Fundação Conrado Wessel, visitou ontem a Folha. Estava acompanhado de Walter Nori, assessor de comunicação.


TIROTEIO

“De mentira Maluf entende, mas inventar chuva que não existe já é demais, mesmo para o campeão olímpico na categoria.”

DO DEPUTADO ESTADUAL CARLOS BEZERRA JR. (PSDB-SP), sobre propaganda do PP em que o deputado responsabiliza Geraldo Alckmin pela crise hídrica.


CONTRAPONTO

Democracia à baiana

Em visita à Bahia em 1994, o então presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Sepúlveda Pertence, ouviu do governador Antônio Carlos Magalhães (1927-2007):

—O pessoal do Judiciário é muito democrático…

O ministro ficou intrigado com o comentário. ACM, então, explicou: é que os desembargadores baianos sempre permitiam que ele indicasse um integrante das listas tríplices para as vagas abertas no Tribunal de Justiça.

—Que culpa tenho se no fim, quando o governador for nomear um dos três nomes, o escolhido será justamente aquele que apoio? Esse Judiciário é muito democrático…