Marqueteiro do PT traça cenário ruim para Dilma

Por Painel

Nuvens negras O publicitário João Santana traçou um cenário sombrio na reunião da campanha de Dilma Rousseff à reeleição, anteontem, no Palácio da Alvorada. Diante de Lula e da presidente, ele apresentou pesquisas mostrando que caiu a confiança do eleitor na capacidade do governo para promover mudanças. Até quem melhorou de vida nos últimos anos desconfia que sua renda pode parar de aumentar. A análise preocupou os petistas e deve exigir uma guinada na estratégia eleitoral.

Consolo Para os petistas, a boa notícia da sondagem é que Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) não despontam como herdeiros da confiança perdida do eleitor. Ao menos por enquanto.

Tem culpa eu? Os dilmistas já ensaiam uma tática para tentar combater o sentimento de desânimo: repetir que o país é vítima da crise internacional. Segundo a pesquisa, o eleitor está “consciente” de que a coisa também anda ruim no exterior.

Marcha, soldado Governadores dos 12 Estados que receberão jogos da Copa indicaram ao Planalto que aceitarão a oferta de Dilma para que tropas do Exército reforcem a segurança nas ruas.

Quase lá O acordo só foi fechado em São Paulo, mas “já está acertado” com as outras sedes, diz um ministro. A ordem é garantir que não haverá contratempos para delegações e autoridades estrangeiras que vêm ao país.

Me dê motivo… De volta após um período na sombra, o ex-governador Sérgio Cabral deixou Dilma “no vácuo” domingo passado, no Rio. Após discursar, ele quebrou o protocolo e cumprimentou primeiro o sucessor, Luiz Fernando Pezão.

Alves

… pra ir embora Abandonada pela cúpula do PMDB fluminense, que lança amanhã a chapa “Aezão”, Dilma fez cara de quem não gostou. Cabral percebeu e tascou um beijo no rosto da presidente.

Sozinho no altar Apesar de ter dito o contrário no “Roda Viva”, Aécio já trabalha com a hipótese de só anunciar seu vice depois da convenção do PSDB, dia 14.

Casa comigo? A ideia é tentar usar a vaga para negociar uma adesão de última hora. O tucano ainda sonha com o apoio de dois partidos que, em tese, estarão na coligação de Dilma: PR e PSD.

Linha direta No almoço de ontem, Aécio combinou com o governador Geraldo Alckmin que os dois se falarão diariamente por telefone até a definição das alianças no país e em São Paulo.

Bandeira branca Em visita a Pernambuco, na próxima segunda, o tucano sinalizará que pretende manter o apoio a Paulo Câmara (PSB), candidato de Campos ao governo. O gesto indicaria que ele não dará o troco pela ruptura em Minas Gerais.

Bolsa DJ Campos e Marina Silva brincaram ontem com aparelhos de mixagem do AfroReggae, no Rio. A ex-senadora se arriscou no scratch, que simula um disco arranhado. O som saiu ruim, e ela se desculpou: “Precisamos de pelo menos um ano para aprender isso…”

Vem me pegar Em entrevista a Luciana Gimenez na RedeTV!, o deputado Paulo Maluf (PP-SP) debochou do fato de estar na lista da Interpol. “Dizem que eu sou procurado, mas estou aqui, no programa da Luciana…”

Eu me amo Maluf fez pegadinha com a apresentadora, que demonstrou pouca memória ao falar da corrida presidencial de 1989. “E no primeiro turno, você sabe em quem eu votei?”, ele perguntou. Luciana fez cara de ponto de interrogação. “No Paulo Maluf, que foi candidato…”

TIROTEIO

“Os petistas devem achar que estão no Velho Oeste. Fizeram uma caravana para vender Alexandre Padilha como se não existisse lei.”

DO EX-GOVERNADOR ALBERTO GOLDMAN (PSDB-SP) sobre a suspensão de atos de pré-campanha do petista, considerados propaganda antecipada pela Justiça.

CONTRAPONTO

Na reunião de ontem do Conselho de Ética da Assembleia paulista, que discutiu as acusações contra o deputado Luiz Moura (PT), Antonio Mentor (PT) iniciou sua fala saudando o presidente do colegiado:

—Com a generosidade que marca a condução do deputado Hélio Nishimoto…

O microfone estava desligado. Avisado, recomeçou:

—Com a generosidade…

O microfone seguia desligado. O petista insistiu:

—Sem a generosidade do microfone, mas com a generosidade do presidente Hélio Nishimoto…