Meirelles avisa a Kassab que não será candidato ao Senado

Por Vera Magalhães

O ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles comunicou nesta quinta-feira (29) ao presidente do PSD, Gilberto Kassab, a recusa do convite para disputar o Senado pelo partido.

Em carta endereçada ao ex-prefeito, diz que “declina do honroso convite”, mas que mantém “enorme disposição de seguir contribuindo para o desenvolvimento do Estado de São Paulo e do Brasil”.

Meirelles era a aposta de Kassab para disputar o Senado, caso o PSD apoie a reeleição de Geraldo Alckmin (PSDB) ou a candidatura de Paulo Skaf (PMDB).

Também ganhou corpo uma articulação para que Meirelles, ex-presidente do Banco Central de Lula, seja vice na chapa de Aécio Neves.

Leia abaixo a carta:

Prezado presidente e amigo,

Chegado o prazo definido por nós para a minha resposta ao honroso convite que o PSD me fez para disputar a vaga de senador pelo Estado de São Paulo, gostaria de, antes de mais nada, agradecer a maneira com que fui recebido pela militância, dirigentes, prefeitos  e parlamentares paulistas durante as viagens que fizemos. Isso reforçou minha confiança de que o PSD está no caminho certo para contribuir com a política paulista e brasileira.

Neste momento, findo o prazo combinado para a minha definição, quero formalizar através desta carta que declino do honroso convite.  Mantenho, porém, enorme disposição de seguir contribuindo para o desenvolvimento do Estado de São Paulo e do Brasil.

Muito obrigado,

Saudações

 Henrique Meirelles