Campos busca insatisfeitos com Dilma que rejeitam Aécio

Por Painel

Igual, mas diferente O afastamento de Eduardo Campos (PSB) do polo do PSDB foi reforçado por pesquisas qualitativas que apontaram um desejo de continuidade do modelo de investimentos sociais lançado no governo Lula. A ideia é captar o eleitorado insatisfeito com Dilma Rousseff, mas que rejeita Aécio Neves (PSDB). Os pessebistas estão convencidos de que a classe média percebe que as perdas que tiveram com a gestão atual foram maiores que os ganhos, ao contrário da época de Lula

Pós-Lula Apesar de escorada no Bolsa Família, a gestão atual não aponta inovações na área social, segundo os entrevistados. As classes de renda mais baixa, no entanto, expressam “gratidão” e ainda acreditam que Dilma tem capacidade de conduzir novas mudanças no país.

Blue eyes Em pesquisa de percepção de imagem encomendada pela campanha de Campos, o ex-governador pernambucano superou Aécio nos quesitos “competente”, “corajoso” e “atraente”.

Barulho Grupos do PP que rejeitam o apoio do partido à reeleição de Dilma estudam entrar com um mandado de segurança na Justiça Eleitoral para que a decisão só seja tomada na convenção do partido, marcada para junho. Querem garantir que a posição a ser adotada pela sigla seja tomada no voto.

apode2605painell

Bolivariano Aloizio Mercadante (Casa Civil) ganhou outro apelido dos companheiros de PT: Maduro. Reservadamente, os petistas brincam que, além do bigode farto, o ministro compartilha com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, uma postura “quase autoritária”.

Substituição O secretário de Assuntos Legislativos, Marivaldo Pereira, assumirá o posto de número dois do Ministério da Justiça quando a atual secretária-executiva da pasta, Marcia Pelegrini, deixar o cargo para integrar a equipe jurídica da campanha de Dilma pela reeleição.

Sede… Aliados de Dilma creem que a indefinição do rumo de Gilberto Kassab (PSD) na eleição paulista se deva ao fato de o ex-prefeito pleitear três postos na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) ou de Paulo Skaf (PMDB): vice-governador, senador e primeiro suplente de senador.

… ao pote Kassab tem apontado que só aceita ser vice na chapa de Alckmin. Se fechar com Skaf, o posto ficará com Alda Marco Antônio, sua vice na capital paulista.

Cabe? Mesmo nomes do PR que defendem apoio ao PSDB em São Paulo começam a questionar o espaço da sigla caso Alckmin feche com PSB e PSD. Acham mais fácil emplacar a vice de Alexandre Padilha (PT). Para tucanos, a dúvida não passa de tentativa de valorizar o passe.

Fora de casa Articuladores políticos de Alckmin vão a Brasília nesta segunda-feira (26) para conversar com lideranças nacionais das siglas cortejadas pelo tucano.

Artilharia pesada Depois de o próprio Padilha entrar em campo, Lula deve se reunir nesta semana com o ex-ministro Carlos Lupi, presidente do PDT, para tratar do apoio do partido à candidatura petista no Estado.

3ª via? Para rebater a resistência de Marina Silva à aliança entre PSB e PSDB, a equipe de Alckmin aposta em dados que mostram que 43% dos eleitores da ex-senadora em 2010 declaravam voto no governador. Só 4% diziam escolher o candidato do PV, seu partido na última eleição.

Antes tarde Após um imbróglio jurídico de dois anos, a Assembleia paulista passará a divulgar o salário de seus servidores, sem identificação nominal. Funcionários tentaram impedir a publicação.

TIROTEIO

A sociedade agora começa a ver para quem trabalha a máquina pública nas mãos do PT. É o caso dos aloprados, em sua versão 2.0.

DO DEPUTADO CARLOS ROBERTO (PSDB-SP), presidente da sigla em Guarulhos, sobre o uso de equipamentos da prefeitura para atacar Aécio Neves na internet.

CONTRAPONTO

 E tenho dito!

A deputada Juliana Brizola (PDT-RS) decidiu fazer uma dupla homenagem familiar ao batizar o filho, hoje com três anos, de José Inácio Brizola da Silveira —José é o nome do bisavô materno, pai de Leonel Brizola, e Inácio, o do bisavô paterno.

Ainda assim, o nome faz lembrar o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e provoca a curiosidade de interlocutores. Na última vez em que foi questionada sobre a relação do nome com o do petista, ela estourou:

— Estou pensando em vestir uma camiseta no guri com os dizeres: ‘O Inácio não é por causa do Lula’!