Após gafe, Campos soltará nota sobre greve da PM de Pernambuco

Por Vera Magalhães
A polêmica foto do jatinho, postada no Facebook e depois apagada (Foto: Reprodução)
A polêmica foto do jatinho, postada no Facebook e depois apagada (Foto: Reprodução)

Depois da gafe provocada pela divulgação de uma foto em que aparece ao lado da família num jatinho enquanto os protestos violentos tomam Recife em vitude da greve da Polícia Militar, o presidenciável do PSB, Eduardo Campos, divulgará nota sobre o assunto em sua página no Facebook.

A foto no jatinho, que foi postada pela assessoria nesta quinta-feira (15), foi retirada do ar após a polêmica associando os dois episódios.

A nota fala do “esforço” do governo de Pernambuco, na gestão de Campos, para a redução dos índices de violência, por meio do programa Pacto com a Vida. O texto diz, ainda, que o presidenciável tem mantido contato com o sucessor, João Lyra (PSB), para se informar sobre as ações que estão sendo tomadas. Termina dizendo que Campos confia no entendimento entre os policiais militares e o governo.

Atualização das 17h12 – Leia a íntegra da declarção de Campos:

Declaração do presidente Nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB), ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, sobre a greve da Polícia Militar no Estado.

“O povo de Pernambuco sabe dos esforços que realizamos para garantir a melhoria da segurança pública no nosso estado. O Pacto pela Vida conseguiu reduzir os índices de violência por 7 anos consecutivos. Isso só foi possível graças a uma forte presença social do Estado em localidades de alto índice de violência, mas também com grandes investimentos na nossa polícia, tanto em equipamentos quanto nos homens e mulheres que compõem a corporação. Investimos em capacitação, nomeamos cerca de 9 mil concursados e implementamos um processo de recuperação da remuneração –  acordo que está em vigor, que  vem sendo cumprido à risca e que prevê um reajuste de 14,55% já no mês de junho próximo. Tenho mantido contato permanente com o governador João Lyra e acompanho o desenrolar das negociações. A hora agora é de bom senso, de lutarmos juntos por melhores salários, sem contudo deixar a sociedade pernambucana no medo e na insegurança. A melhor solução virá do diálogo e do respeito às leis. É o que todos queremos.”

 Ex-governador Eduardo Campos
Presidente Nacional do PSB”