Alckmin decide não ir a cerimônia para início de obras no Pinheirinho

Por Paulo Gama
Dilma e Alckmin durante evento no Palácio dos Bandeirantes em 2013 (Foto Roberto Stuckert Filho/Presidência da República)
Dilma e Alckmin durante evento no Palácio dos Bandeirantes em 2013 (Foto Roberto Stuckert Filho/Presidência da República)

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, decidiu não comparecer à cerimônia de início das obras de moradias para famílias que moravam no Pinheirinho, em São José dos Campos, nesta terça-feira (25).

A presidente Dilma Rousseff participará do ato, parceria entre governos federal, estadual e municipal.

A área foi palco de polêmica reintegração de posse conduzida pela Polícia Militar há pouco mais de dois anos, que envolveu denúncias de violência e abusos durante a ação. Seu comandante foi denunciado pelo Ministério Público.

A ação também foi motivo de desentendimento entre os governos de Dilma e de Alckmin.