Padilha ouve críticas de empresários ao governo e ao Mais Médicos

Por Paulo Gama

O pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, ouviu críticas ao governo federal e ao programa Mais Médicos na abertura de almoço com empresários de que participa nesta terça-feira (18).

Um dos organizadores do evento, José Roberto Maluf, da editora Spring, lembrou o golpe de 1964, que chamou de “revolução”, e disse que “a mão do Estado está voltando a colocar-se acima dos brasileiros”.

Sobre o Mais Médicos, disse ao ex-ministro que “ninguém pode ser contra” o propósito do programa, mas que “a maneira como está sendo executada não parece adequada”.

“Pagamos uma quantia superior aos irmãos Castro e não aos médicos.”O petista, no entando, foi enaltecido por outros organizadores que também discursaram.

Padilha agradeceu Maluf pelos pontos levantados e disse “que eles permitem fazer um bom debate sobre vários temas”.

Em sua fala, acusou falta de liderança do governo Geraldo Alckmin (PSDB) para defender interesses do Estado.

“Se não dermos um salto no próximo período, corremos o risco de São Paulo perder o papel de polo dinâmico da economia do país.”

O almoço foi realizado pela GCSM e pela revista “América Economia”. Outros pré-candidatos serão convidados para eventos semelhantes.