Alckmin falta a inauguração e evita protesto de professores

Por Paulo Gama

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), faltou à inauguração de uma escola técnica estadual e de uma Fatec nesta segunda-feira (17) e evitou manifestação de professores do Centro Paula Souza, que estão em greve há um mês em defesa de alterações em um projeto de plano de carreira.

O Palácio dos Bandeirantes diz que uma reunião da qual Alckmin participava desde o início da manhã se prolongou, impedindo a participação na inauguração.

A placa acabou sendo descerrada por Rodrigo Garcia, secretário de Desenvolvimento, e por José Serra, ex-governador do Estado, que compareceu ao ato.

O professor Eduardo Leite Ribeiro, da Etec Parque da Juventude — um dos organizadores do protesto– afirmou que antes do início do evento foi procurado por representante do governo para que a manifestação acontecesse do lado de fora do prédio e que, se isso ocorresse, Alckmin receberia parte do grupo após o evento.

Como não receberam garantias do encontro, afirma Ribeiro, o protesto foi realizado.

Os professores dizem que o governo retardou o envio do projeto de lei que estabelece o plano de carreira de professores do Centro Paula Souza para a Assembleia Legislativa, o que só foi feito após terem iniciado a greve. Reclamam também que o plano enviado não corresponde ao que foi discutido entre governo e sindicato.

Professores do Centro Paula Souza protestam em inauguração de Etec e Fatec; Alckmin não compareceu
Professores do Centro Paula Souza protestam em inauguração de Etec e Fatec; Alckmin não compareceu